quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Resumos de casamentos em Santana do Matos, de 1823 até 1833

A fim de auxiliar outras pessoas a encontrar seus ascendentes ou parentes, transcrevemos para cá resumos dos casamentos realizados em Santana do Matos, no período de 1823 até 1833. Pode ter ocorrido alguns erros nessas transcrições. Fiquem, pois, atentos.
1. Em 12/03/1823, casaram,  na Matriz de Santana do Matos, João Ribeiro da Silva e Michaela Maria da Conceição. Ele filho de Miguel dos Anjos, ela filha de Agostinho Nogueira e Maria de Tal. Foram testemunhas João Baptista da Silva, casado e João Theotonio  da Silva Baracho, solteiro. Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
2. Em 17/10/1823, casaram, na Matriz de Santana do Matos, com dispensa de 2º  de sanguinidade, Manoel Alves de Oliveira e Anna Maria da Conceição. Ele filho natural de Manoel Alves de Oliveira e Josefa Maria da Conceição, ela de Francisco Vieira de Oliveira e Francisca Maria da Conceição. Foram testemunhas João Baptista da Silva, casado e Miguel Ferreira da Silva. Vigário, o mesmo acima
3. Em 10/11/1823, casaram, na Matriz de Santana do Matos, com dispensa de 2º de sanguinidade, José da Silva e Anna Joaquina. Ele filho natural de Antonio da Silva e Antonia Maria, ela filha natural de Ignês Maria da Conceição. Testemunhas Manoel Eugenio Pequeno, casado e Manoel Theodoro, casado.
4. Em 29/10/1823, na Fazenda J, desta Freguesia, com dispensa de 2º de afinidade ilícita, casaram João Tavares da Silva e Anna Catharina da Conceição. Ele filho de Manoel Tavares da Silva e Joana Quitéria de Lima, ela filha de Cosme Teixeira  e Aldonas Maria. Testemunharam Antonio Thomaz Pereira, casado, e Vicente Ferreira, casado.
5. Em 28/11/1823, casaram, na Matriz de São João Batista do Assu, dispensados do 3º grau de sanguinidade, João Pereira Junior, natural de Pombal, e Joaquina Francisca das Dores. Ele filho de Antonio Lopes e de sua mulher Jacinta Pereira, ela filha de Francisco Rodrigues de Almeida e de sua mulher Francisca Pereira de Jesus. Foram testemunhas Tenente Estevão de Mendonça e Vasconcelos e João da Costa Barbalho. O casamento foi realizado pelo Padre Joaquim José de Santa Anna.
6. Em 29/11/1823, casaram, no Sítio dos Angicos em Santana do Matos, Vicente Ferreira de Figuerêdo e Isabel Maria da Conceição. Ele filho de Alexandre Pereira de Figuerêdo e de sua mulher Josefa Joaquina de Jesus, ela criada em casa de José Filgueira de Azevedo. Foram testemunhas João Araújo Pinheiro e Alexandre Lopes Viégas.
7. Em 7/1/1824, casaram, na Capela de Angicos, filial de Santana do Matos, com dispensa de terceiro grau atingente ao segundo de sanguinidade, Joaquim José d'Alta e Damásia Soares. Ele filho de Ignácio Pereira de Abreu, falecido e Josefa Barbosa, ela filha de Antonio José de Jesus e de sua mulher Maria da Paixão, falecida.  Foram testemunhas Cosme Joaquim d'Abreu e Vicente Ferreira da Cruz.
8. Em 9/1/1824, casaram na Capela de Angicos, filial de Santana do Matos, Vicente Ferreira Duarte e Maria Beserra dos Santos. Ele filho de José Lopes Viégas e Lourença Lopes Duarte, ela filha de Mathias Cardoso Batalha e Cústodia Maria dos Santos. Foram testemunhas Antonio José dos Santos Leal, casado e José Honório Viégas, solteiro. O celebrante foi o padre Cosme Damião Fernandes.
9. Em 7/01/1824, casaram na Capela de Guamaré, filial da Matriz de Santana do Matos, Francisco Alves da Costa e Maria Borba da Natividade. Ele filho de Joaquim Alves da Costa e Catharina Maria do Espírito Santo, falecida, ela filha de Manoel Gomes de Freitas e Maria Barbosa da Natividade, falecida. Foram testemunhas Antonio Ferreira de Brito, João Garcia Valadão, e José Vicente do Carmo. O celebrante foi Padre José Berardo de Carvalho. Observação: João Garcia Valadão foi um dos portugueses que saíram da Ilha de Manoel Gonçalves junto com João Martins Ferreira para povoar a cidade de Macau, quando a ilha começou a submergir.
10. Em 7/01/1824, casaram na Capela de Angicos, filial de Santana do Matos, Manoel Vieira da Costa e Anna Joaquina Santiago. Ele filho de João Manoel da Costa e de Angélica Maria da Conceição, ela filha de José Antonio de Mello e Mathildes Quitéria da Cruz. Foram testemunhas Vicente Ferreira Barbosa, casado, e Antonio Francisco Barbosa, casado. O celebrante foi Padre Cosme Damião Fernandes. Houve dispensa de terceiro grau atigente ao segundo grau de consaguinidade. Nesse caso, observamos que João Manoel da Costa era irmão de Francisco Xavier da Cruz, pai de Mathildes Quitéria. Por isso, o noivo era primo legítimo da mãe da noiva e segundo da própria noiva.
11. Em 7/01/1824, casaram, na Capela de Angicos, filial da Matriz de Santana do Matos, João Pereira Pinto e Francisca Xavier da Cruz. Ele filho de João Pereira Pinto e Michaela Archangela da Costa, ela filha de José Antonio de Mello e Mathildes Quitéria da Cruz. Foram testemunhas José Teixeira e Gonçalo José Barbosa. Houve dispensa de terceiro grau atingente ao segundo grau de consanguinidade. Nesse caso, Michaela Archangela era filha de Anna Barbosa da Conceição, irmã de Francisco Xavier da Cruz, pai de Mathildes Quitéria. Por isso, Michaela e Mathildes eram primas legítimas. Outro detalhe é que Gonçalo José Barbosa era irmão de Mathildes Quitéria e, portanto, tio da noiva. Outra obsevação que faço é que embora os graus dos parentescos deste casamento fossem diferentes do anterior a dispensa foi da mesma natureza.
12. Em 14 de Janeiro de 1824, casaram Joaquim José do Espírito Santo e Anna Maria de Oliveira, na Fazenda Riacho Fundo, Freguesia de Santa Anna do Mattos. Ele filho de João Martins e Joanna da Costa Vasconcelos, ela filha de Fidelis da Silva Lima e Josefa Francisca de Oliveira. Foram testemunhas João da Fonseca Silva, solteiro e Capitão Mor Francisco Dantas Cavalcanti, casado, ambos do Assu. Foram dispensados do segundo grau de sanguinidade simples.
13. Em 16 de janeiro de 1824, casaram José Nunes da Cunha e Merenciana de Jesus, na Fazenda Estreito, da Freguesia de Santa Anna do Mattos.  Ele filho de Nicácio Nunes, falecido e Thereza Maria de Jesus, ela filha de Francisco Antonio de Olanda e Custódia Maria da Conceição. Foram testemunhas Manoel Thomás da Trindade, casado  e Antonio Manoel de São João, solteiro, do Assu.
Em 19 de Janeiro de 1824, Francisco Mendes de Oliveira desposou Josefa Maria da Conceição, na Matriz de Santa Anna do Matos. Ele filho natural de Damasia Francisca da Costa, ela filha natural de Floriana Maria da Conceição. Foram testemunhas  Manoel Nogueira, casado, e Francisco Bezerra, também casado.
14. Em 20 de Janeiro de 1824, casaram Felipe Neri de Galisa e Aldonsa Maria da Conceição, na Matriz de Santa Anna do Matos. Ele, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Apresentação, e ela desta Freguesia. Foram testemunhas Joaquim José Barbosa, casado e João Alves, também casado.
15. Em 22 de Abril de 1824, casaram, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Antonio Cláudio Fernandes e Victoriana Maria de Paiva, esta última da Freguesia do Rio Grande do Norte. Foram testemunhas Joaquim José Barbosa, casado e José da Silva, também casado.
16. Em 2 de Maio de 1824, casaram, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Francisco Xavier da Silva e Delfina Rodrigues da Silva. Ele filho legítimo de Joaquim Gonçalves dos Santos e Ignacia de Lira, falecida, ela, da Freguesia de Nossa Senhora da Apresentação e filha de Manoel da Costa e Córdula Rodrigues de Sousa. Foram testemunhas Manoel Nogueira, casado e Antonio Trindade Dantas, também casado.
17. Em 2 de Agosto de 1824, casaram, na Matriz de Santa Anna do Mattos, José Francisco e Josefa dos Milagres. Ele, natural de Coité, e filho de Jeronimo Martins Chaves e Maria Apolonia, ela da Freguesia de Santa Anna do Matos, e filha de Joaquim Gonçalves dos Santos e Ignácia de Lira Freire. Foram testemunhas Francisco da Silva de Carvalho, viúvo e João da Silva Bastos, solteiro, de São José do Rio Grande do Norte.
18. Em 16 de Julho de 1824, casaram na Matriz de Santa Anna do Mattos, Manoel da Cunha e Joana Maria. Ele filho natural de Francisca Xavier. Ela filha de João Fernandes dos Reis e Margarida Francisca dos Santos. Foram testemunhas Joaquim José Barbosa, casado e Francisco Xavier da Silva, casado.
19. Em 22 de outubro de 1824, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casaram José Thomas da Silva e Maria Soares da Silva. Ele, natural de Vila Flor, e filho de Manoel Francisco, falecido e Francisca Barbosa, ela de Santa Anna do Mattos, e filha de Antonio Soares da Silva e Anna Maria. Foram testemunhas Joaquim Felis Barbosa, casado e José Felis Barbosa, solteiro.
20. Em 8 de Outubro de 1824, casaram, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Francisco Felis da Fonseca e Anna Joaquina da Conceição. Ele filho de José Felis Barbosa e Maria Joanna, ela filha de Gonçalo Pereira de Moraes e Rosa Maria de Sousa. Foram testemunhas Joaquim Felis Barbosa, casado e José Felis Barbosa, solteiro. Observação: consta na assinatura da primeira testemunha, a mais o sobrenome Lima.
21. Em 1 de Novembro de 1824, casaram, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Vicente Cardoso Batalha e Joaquina Francisca de Macedo. Ele filho de Mathias Cardoso Batalha e Custódia Maria dos Santos, ela filha de José Antonio e Damásia Francisca, falecida. Foram testemunhas Antonio da Trindade Dantas e Luciano José da Fonseca, ambos casados. Observação: nos registros da Catedral há muitos registros da família Cardoso Batalha.
22. Em 13 de Setembro de 1824, na Fazenda do Saco da Freguesia de Santa Anna do Mattos, casaram Manoel Gomes dos Santos e Anna Joaquina. Ele, natural desta freguesia, filho de Antonio de Andrade e Quitéria Barbosa Dantas, ela da Freguesia do Rio Grande do Norte, e filha natural de Maria Ignácia. Foram testemunhas João Baptista Dantas, solteiro e Antonio José dos Santos, casado e do Assú. Houve dispensa de segundo grau de sanguinidade.
23. Em 14 de Setembro de 1824, Fazenda Morro, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, casaram Carlos Cabral de Macedo e Damiana Maria da Conceição. Ele, natural do Assu, e viúvo  de Anna Francisca, ela filha natural de Isabel Maria da Conceição. Foram testemunhas José Barbosa Pimentel, casado e Jerônimo Cabral Pereira de Macedo, casado.
24. Em 19 de Novembro de 1824, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casaram Manoel Antonio da Cunha e Feliciana Maria da Conceição. Ele filho de Alexandre da Cunha Calheiros e Ignes Neta Pereira, ela filha de Lourenço de Freitas e Joanna Maria de Sousa. Testemunhas Miguel Ferreira da Silva, casado, e José de Moura e Oliveira, casado.
25. Em 19 de novembro de 1824, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casaram José e Josefa Maria. Ele escravo de Leandro Gomes da Silva, ela de pais incógnitos. Testemunharam João Francisco de Sousa, solteiro, e José Joaquim Barbosa, solteiro.
26. Em 7 de Janeiro de 1825, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casaram Manoel Florêncio Teixeira de Carvalho e Josefa Martins de Oliveira. Ele, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Guia, filho de Manoel Teixeira de Carvalho e Teresa Maria de Jesus, falecida, ela filha de Francisco Antonio de Oliveira e Teresa Maria de Jesus, falecida. Testemunharam Luiz da Rocha, casado e José Thomas, solteiro.
27. Em 8 de janeiro de 1825, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casaram Antonio Freire da Rocha e Maria Rachel. Ele filho de José Francisco da Rocha, falecido, e Teresa Maria de Jesus, falecida, ela filha de Joaquim da Rocha Freire, falecido, e Maria Clara. Foram testemunhas Joaquim José Barbosa, casado e José Francisco Vieira, solteiro.
28. Em 7 de Fevereiro de 1825, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casaram Amaro Gomes de Oliveira e Maria Joanna da Conceição. Ele do Jaguaribe  e filho de João Baptista de Oliveira e Anna Joaquina, falecida, ela filha natural de Maria Felipa, falecida. Foram testemunhas Luis Gomes, casado e Francisco de Paula, solteiro.
29. Em 23 de Outubro de 1824, na Capela de São José de Angicos, Freguesia de Santa Anna do Mattos, casaram Alexandre Lopes Viégas e Constância Maria. Ele filho de Antonio Lopes Viégas e Francisca Pereira da Conceição, ela filha de Antonio Martins dos Santos e Felippa Maria Duarte. Foram testemunhas Francisco Teixeira de Sousa, casado, e Antonio Pereira Pinto, casado. O celebrante foi Padre Cosme Damião Fernandes. Houve dispensa  de segundo e terceiro graus duplicado de sanguinidade.
30. Em 23 de Outubro de 1824, na Capela de São José de Angicos, Freguesia de Santa Anna do Mattos, casaram José Honório de Azevedo e Francisca Maria Duarte. Ele filho de Francisco Lopes Viégas e Anna Joaquina da Conceição, ela filha de Antonio Martins dos Santos e Felippa Maria Duarte. Foram testemunhas Antonio Teixeira de Sousa, casado e Antonio Martins dos Santos Junior, solteiro. Houve dispensa de terceiro e segundo graus duplicados de sanguinidade.
31. Em 15 de Fevereiro de 1825, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casaram José Joaquim da Apresentação e Maria José da Penha. Ele da Freguesia do Rio Grande, filho de José Joaquim da Apresentação e Maria Nogueira, ela filha de José Pereira dos Santos, falecido e Maria Luisa de França. Foram testemunhas Antonio Gonçalves, casado, e Salvador Maria da Trindade, casado.
32. Em 11 de Abril de 1825, na Matriz de Santa Anna do Matos, casaram Francisco da Silva Carvalho e Ignácia Martinha da Fonseca. Ele viúvo de Maria Joana, e filho de Antonio da Silva Santiago e Joanna Perpétua de Mello, ela filha de Manoel Alves da Fonseca e Anna Maria Barbosa. Foram testemunhas Antonio da Silva Carvalho, solteiro e João Baptista da Silva, casado. Dispensados de parentesco de sanguinidade
33. Em 20 de Abril de 1825, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casaram Francisco de Paula Azevedo e Izabel Maria da Conceição. Ele filho de Pedro Moreira de Azevedo, falecido, e Joanna Quitéria de Oliveira, ela filha legítima de José Antonio de Figuerêdo e Felipa Maria da Conceição, falecida. Foram testemunhas João de Araújo Pinheiro, casado e Felis Barbosa Tinoco, casado.
34. Em 23 de Abril de 1825, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casaram Felizardo Pereira Campos e Maria Magdalena do Espirito Santo. Ele filho natural de João Pereira Campos, falecido, e Ilma Maria da Conceição, falecida, ela filha de Antonio da Costa Lima e Izabel Maria da Motta. Foram testemunhas Antonio Joaquim de Sousa, casado e Francisco Antonio Dourado, casado.
35. Em 6 de Maio de 1825, na Fazenda Santa Luzia, Freguesia de Santa Anna do Mattos, casaram Desidério Cardoso e Quitéria. Ele  da Freguesia de Nossa Senhora dos Prazeres de Goianinha, filho de João Cardoso e Maria da Conceição, falecida, ela escrava de Ignacio Pereira de Abreu. Foram testemunhas Gonçalo José Barbosa, viúvo, e João Miguel da Trindade, casado. Observações: Gonçalo José Barbosa era filho de Francisco Xavier da Cruz e Lourença Dias da Rosa. Irmão de Vicente Ferreira Xavier da Cruz e Miguel Francisco da Costa Machado, ambos meu trisavós. João Miguel da Trindade era meu trisavô, pai de João Felippe da Trindade.
36.  Em três de maio de 1825, na Matriz de Santa Anna do Matos, casaram Nicolao, escravo do Capitão Manoel Varela Barca e Lourença. Foram testemunhas José Felis de Oliveira, casado, e José Thimóteo, casado.
37. Em vinte e seis de abril de 1825, na Matriz de Santa Anna do Matos, casaram Miguel Ribeiro da Silva e Isabel Maria da Conceição. Ele filho de Miguel dos Anjos e Anna Maria da Conceição, ela, de Brejo de Area,  filha de Crispim Barbosa de Mendonça e Joanna Maria Serran. Foram testemunhas Manoel Barreiros da Costa, viúvo, e Manoel Ribeiro da Silva, solteiro.
38. Em dezesseis de junho de 1825, na Matriz de Santa Anna do Matos, casaram João Francisco de Sousa e Anna Joaquina Barbosa. Ele, de São José de Mipibú,  filho de Luis Francisco de Sousa e Cipriana Maria do Espírito Santo, ela filha de Joaquim José Barbosa e Ignacia Maria do Sacramento. Foram testemunhas Manoel Eugenio Pequeno, casado e João Martins, casado.
39. Em vinte e dois de outubro de 1825, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casaram Joaquim da Silva e Anna Joaquina. Ele, preto do gentio, ela do Seridó, filha de Joaquim José Garcia e Antonia Maria da Conceição. Foram testemunhas Manoel Eugenio Pequeno, casado e Francisco da Silva Carvalho, casado.
40. Em quatro de outubro de 1825, no Sítio Gerimum, da Freguesia de São João Baptista do Assu, o Reverendo Vigário Joaquim José de Santa Anna casou Alexandre José de Oliveira e Maria José da Conceição. Ele filho de Balthasar da Rocha e Josefa Maria, ela filha de Ignácio Pereira Farto, falecido, e Elena de Sousa Pimentel. Foram Padrinhos Antonio Barbalho Beserra, casado e Francisco Romualdo da Silveira, solteiro. Observação: o casal, pais dos noivos, deve ser Balthasar da Rocha Bezerra e Josefa Maria da Silva.
41. Em vinte e oito de novembro de 1825, o Reverendo Joaquim José de Santa Anna casou na Alagoa de Ponte Grande, da Freguesia de Santa Anna do Matos, José Varela Barca e Anna Joaquina. Ele da Freguesia de São João Baptista do Assú, e filho de Francisco Varela Barca e Bibiana Theresa da Fonseca, ela da Freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Pao dos Ferros, filha de Felisberto Barbosa Dantas e Anna Maria. Foram testemunhas Francisco Ignácio da Silva, casado, e Antonio Caetano Monteiro, casado, da Freguesia do Assú.
42. Em vinte e dois de maio de 1825, na Capela de Curraes Novos, filial da Freguesia do Seridó, o Reverendo Francisco Rodrigues da Rocha casou Francisco Manoel da Silva e Isabel Francisca de Sousa. Ele filho natural de Isabel Maria da Conceição, ela filha natural de Francisca Xavier de Sousa. Foram Padrinhos Gonsalo Lopes Galvão e João Lopes Pequeno, ambos da  Freguesia do Seridó.
43. Em 7 de Fevereiro de 1826, no Sítio São Bento, da Freguesia de São João Batista do Assú, o Padre Joaquim José de Santa Anna casou José Patrício de Figueredo e Maria Joaquina do Espírito Santo. Ele filho de José Antonio de Figueredo e Felipa Maria da Conceição, ela filho de Francisco Antonio de Olanda e Custódia Maria da Conceição. Foram testemunhas Antonio Eleutério de Figueredo Maciel e Antonio de Figueredo Maciel.
44. Em 6 de fevereiro de 1826, no Sítio Alagoa de Ponta Grande, o Padre José Joaquim de Santa Anna casou Antonio da Costa Barbalho e Francisca das Chagas de Jesus. Ele filho de Lino da Costa Barbalho e Theodora Maria da Conceição, ela filha de Miguel Rodrigues de Almeida e Antonia Maria, falecidos. Foram testemunhas Ponciano Barbalho Beserra, casado e Ricardo Pereira de Sousa, casado.
45. Em sete de Fevereiro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Joaquim José Garção com Cicília Maria do Carmo. Ele filho de Joaquim Francisco Rodrigues Maria, falecido, e Anna Francisca das Virgens, ela filha de Antonio Ribeiro de Campos Guimarães, falecido, e Maria do Carmo, falecida. Foram testemunhas Antonio da Silva Carvalho, solteiro, e Francisco Cabral de Oliveira, casado. Foram dispensados do 1º grau de afinidade por cópula ilicita.
46. Em oito de Fevereiro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou José com Marta, escravos do Christovão da Rocha Pitta. Foram testemunhas João Baptista da Silva, casado e João Theotonio, solteiro.
47. Em quatorze de Fevereiro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Manoel Fidelis da Silva com Vicência Maria da Conceição. Ele filho de Fidelis da Silva e Josefa Maria da Conceição, ela filha de Jose Antonio de Assumpção e Francisca Maria da Conceição. Foram testemunhas Carlos Nogueira da Cunha, casado e Jerônimo Francisco da Costa, solteiro. Dispensados do 1º grau de afinidade por cópula ilicita.
48. Em 18 de Fevereiro de 1827, casou Antonio Francisco com Maria José de Jesus, na Matriz de Santa Anna do Mattos. Ele filho de Antonio Rodrigues de Almeida e Francisca Pereira, falecida, ela filha de João Rodrigues de Almeida e Bernardina Maria da Conceição. Foram testemunhas Vicente Ferreira de Siqueira Junior, casado e Jeronimo Francisco da Costa, solteiro. Foram dispensados do 3º grau de sanguinidade.
49. Em 21 de Fevereiro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Venancio José Borba com Theresa Maria de Jesus. Ele viúvo de Anna Barbosa dos Santos, ela filha natural de Josefa Maria. Foram testemunhas Manoel Theodoro de Moraes, casado, e Carlos Nogueira da Cunha, casado. Dispensados do 2º grau de afinidade por cópula ilícita.
50. Em 12 de Fevereiro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou José Thomaz Pereira com Rita Teixeira de Carvalho. Ele filho do Alferes Antonio Thomaz Pereira e Joanna Quitéria, ela filha de Cosme Teixeira de Carvalho e Aldonsa da Fonseca Pitta, falecida. Foram testemunhas Antonio da Silva Carvalho, solteiro e João Tavares da Silva, casado. Dispensados do 2º grau de sanguinidade.
Observação: Cosme Teixeira de Carvalho era meu meu tetravô. Ele foi casado, também, com Maria Ignácia de Carvalho. Deste casal nasceu Maria Ignácia Rosalinda Brasileira que casou com Vicente Ferreira  Xavier da Cruz, meus trisavós.
51. Em 20 de Abril de 1826, na Capela de Nossa Senhora de Guamaré, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, o Padre José Berardo de Carvalho casou João Baptista da Silveira e Aguida Clara dos Anjos. Ele filho de Leandro Rodrigues de Sá, falecido, e Plácida Maria da Silveira, ela filha natural de Maria Gomes de Andrade. Foram testemunhas Manoel José de Mello, solteiro, e Antonio Ferreira de Brito, casado.
52. Em 23 de Abril de 1826, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, o Padre José Berardo de Carvalho casou José Joaquim da Silveira e Antonia Francisca de Paula. Ele filho de Leandro Rodrigues de Sá, falecido,  e Plácida Maria da Silveira, ela filha de Agostinho dos Santos e Antonia Francisca. Foram testemunhas Vicente Ferreira da Costa, casado, e Antonio Ferreira de Moraes, casado.
53. Em 25 de Fevereiro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou José Cardozo Batalha com Isabel de Jesus Santos. Ele viúvo que ficou de Anna Maria, ela filha de Manoel Gomes de Oliveira e Maria da Cruz de Jesus. Foram testemunhas João Baptista da Silva, solteiro, e Miguel Ferreira da Silva, casado.
54. Em 25 de Fevereiro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Ignácio Xavier Duarte com Isabel de França Bezerra. Ele filho de Francisco Xavier Duarte e Anna Francisca de Oliveira, ela filha de Antonio Leandro de Silva e Quitéria Maria da Conceição, falecida. Foram testemunhas Antonio Francisco de Azevedo, casado, e Jerônimo Francisco da Costa, solteiro.
55. Em 19 de junho de 1825, na Matriz de Santa Anna dos Mattos, casou José de Oliveira Ribeiro com Anna Francisca Bezerra. Ele viúvo, da Freguesia de Nossa Senhora das Neves da  Paraíba, ela filha de Silvestre Paes Biserra e Francisca Xavier dos Santos. Foram testemunhas Manoel de Barros e Manoel Eugenio Pequeno.
56. Em 7 de Fevereiro de 1826, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, o Padre José Berado de Carvalho casou Manoel de Brito de Macedo com Josefa Maria da Conceição. Não consta o nome dos pais. Foram testemunhas Vicente Ferreira da Costa, casado, e Antonio Ferreira de Moraes, casado.
57. Em 23 de Outubro de 1826, no Sítio Malhada Vermelha, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, casou Francisco Gomes da Silva com Maria Joaquina. Ele natural de Assu, filho de Isabel Maria da Conceição, ela filha de Manoel Antonio Dourado e Thereza Maria de Jesus. Foram testemunhas Luiz Marreiros, casado, e João Theotonio de Sousa e Silva.
58. Em 22 de Novembro de 1826, no Sítio Tabatinga, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, casou Francisco Xavier da Silva com Francisca Maria da Conceição. Ele filho de Vicente Ferreira da Silva, falecido, e Cipriana Nunes da Cruz, falecida, ela filha de Antonio Nunes da Cruz e Rosa Maria da Conceição, falecida. Houve dispensa de 3º de sanguinidade. Foram testemunhas Manoel Pereira do Valle, casado, e Gonçalo José de Mello, casado. O vigário ainda era João Theotonio de Sousa e Silva.
59. Em 8 de Junho de 1826 no Sítio dos Barreiros, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, casou Luiz Francisco da Silva com Getrudes Gomes da Silva. Ele filho de Francisco Martins de Miranda e Felisberta Maria do Espírito Santo, ela filha de Sandro Gomes de Miranda e Leonor Pereira. Houve dispensa de 2º grau de consaguinidade. Foram testemunhas Francisco Martins de Miranda Jr., solteiro, e Joaquim Alves da Costa, casado.
60. Em 18 de Outubro de 1826, na Fazenda Saco da Freguesia de Santa Anna do Mattos, o Padre Joaquim José de Santa Ana, casou Silvério Dias Pimentel e Thereza de Jesus. Ele filho de Silvério Dias Pimentel e Joanna Theresa, ela filha de Antonio de Andrade e Quitéria Maria Barbosa. Foram testemunhas Antonio da Silva Seixas e Francisco da Rocha.
61. Em 30 de Janeiro de 1827, na Matriz de São João Baptista do Assu, o Padre Joaquim José de Santa Ana casou João Pio Lins Pimentel e Francisca Ferreira Souto. Ele da Freguesia do Assu, filho de João de Sousa Pimentel e Josefa de Mendonça Lins, ela da Freguesia de Santa Ana do Mattos e filha do Capitão Manoel Varela Barca e Francisca Ferreira Souto, falecida. Houve dispensa de 3º grau de sanguinidade atingente ao 2º grau. Foram testemunhas José Varella Barca, solteiro, e Francisco de Sousa Caldas, casado, ambos da freguesia do Assu.
62. Em 7 de Janeiro de 1827, na Fazenda do Morro, o Padre Cosme Damião Fernandes casou João e Antonia, ambos escravos do Tenente Jerônimo Cabral Pereira de Macedo. Foram testemunhas Tenente Jerônimo Cabral Pereira de Macedo, casado, e Zacharias Fernandes Braga Jr., casado.
63. Em 7 de janeiro de 1827, na Fazenda do Morro, o Padre Cosme Damião Fernandes casou João e Maria,  do gentio de Angola e escravos de Anna Fragosa de Medeiros. Foram testemunhas Jerônimo Cabral Pereira de Macedo, casado, e Zacharias Fernandes Braga Jr., casado.
64. Em 14 de março de 1826, na Capela de São José de Angicos, casou Henrique José da Gloria com Anna Rita. Ele da Freguesia de São José de Mipibu e filho natural de Anna Maria da Rocha, ela filha de Felisberto Cardoso Batalha e Francisca Maria da Conceição. Foram testemunhas Miguel Francisco, casado, e José Teixeira, casado.
65. Em 24 de Outubro de 1826, no Sítio Malhada Vermelha, casou Álvaro Marreiros de Oliveira e Anna Joaquina do Espirito Santo. Ele da Freguesia de  Pombal e filho natural de Anna Theresa, ela filha de Manoel Antonio Dourado e Theresa de Jesus Maria. Foram testemunhas  Alexandre Marreiros e Luiz Mareiros, casados. Houve dispensa de segundo grau  de consanguinidade.
66. Em 11 de Janeiro de 1827, na Fazenda São Miguel, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, o Padre Joaquim José de Santa Anna casou Ponciano Barbalho Bezerra e Anna Apolonia de Nazareth. Ele filho de Ponciano Barbalho Bezerra e Joanna Maria da Silva, ela filha José Anastácio Coutinho e Maria Joaquina Ezequiel. Foram testemunhas Antonio Barbalho Bezerra e Antonio Francisco da Silva. Houve dispensa de 3º grau de consanguinidade atingente ao 2º.
67. Em 23 de Novembro de 1826, na Fazenda do Morro, casou Antonio com Francisca, ambos do Gentio de Angola, ele escravo de Josefa Maria da Conceição, ela escrava do Tenente Jerônimo Cabral Pereira de Macedo. Foram testemunhas Jerônimo Cabral Pereira de Macedo, casado,  e João Luiz.
68. Em 2 de Fevereiro d 1827, na Matriz de São João Baptista do Assu, casou Ignácio José de Oliveira com Maria Barbosa. Ele filho de Ponciano José de Oliveira e Francisca Dantas Barcelar, ela filha de Felisberto Barbosa e Anna Maria. Foram testemunhas Manoel Barbalho, solteiro e João Rodrigues, solteiro. Houve dispensa de 4º grau de consanguinidade.
69. Em 2 de Fevereiro de 1827, na Matriz de São João Baptista do Assu, o Padre Joaquim José de Santa Anna casou Francisco da Silva Baptista com Adrianna da Silva. Ele filho natural de Anna Quitéria,  ela de Antonio Barbosa e Michaela Barbosa. Foram testemunhas Lino da Costa Barbalho, viúvo, e Alexandre Rodrigues da Costa, casado. Houve dispensa de 2º grau de consanguinidade.
70. Em 27 de Fevereiro de 1827, na Fazenda Conceição, casou Antonio com Anna Barbosa da Cruz. Ele escravo de Joanna Baptista de Azevedo, ela filha natural de Felipa Barbosa. Foram testemunhas Jerônimo Francisco da Costa, solteiro, e João da Silveira Borges, solteiro.
71.  Em 27 de Fevereiro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Felipe José de São Thiago e Maria Francisca Pereira. Ele filho de Antonio Dantas Correa e Joanna Maria da Conceição, ambos falecidos, ela filha de João Francisco da Costa e Marcelina Pereira. Foram testemunhas tenente Alexandre da Cunha Calheiros, casado, e Francisco Xavier, solteiro.
72. Em 14 de Junho de 1826, na capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, casou José de Brito Macedo e Elena Maria Freire. Não são citados os pais. Foram testemunhas Vicente Ferreira da Costa, casado, e Antonio Ferreira de Moraes, casado.
73. Em 16 de Janeiro de 1827, na Fazenda Caraú de Dentro, casou Gonçalo José de Amarante e Antonio Maria da Penha. Ele filho de Francisco Xavier Duarte e Anna Francisca da Conceição, ela filha de Antonio José de Jesus, falecido, e Maria da Paixão de Jesus, falecida. Foram testemunhas capitão Alexandre Lopes Viégas e Antonio Francisco de Azevedo, casados.
74. Em 31 de Janeiro de 1827, na Matriz de São João Baptista do Assu, o Padre Joaquim José de Santa Anna casou João Victoriano e Francisca de Sales. Ele filho de Antonio Ribeiro e Maria da Conceição, ela filha de Francisco Dias, falecido, e Gonçala Maria. Foram testemunhas Manuel Tavares da Silva, casado, e João Tavares da Silva, casado.
75. Em 27 de Janeiro de 1827, na Matiz de São João Baptista do Assu, o Vigário Joaquim José de Santa Anna casou Antonio Ribeiro e Clara Maria. Ele filho de Manuel Tavares da Silva, falecido, e Joana Quitéria, ela filha de Antonio Campos Ribeiro e Maria do Carmo, ambos falecidos. Foram testemunhas Alferes Antonio Thomas Pereira e Manuel Tavares da Silva, casado. Houve dispensa de 3º grau atingente ao 2º grau de consanguinidade.
76. Em 31 de Janeiro de 1827, na Matriz de São João Baptista do Assu, o Padre Vigário Joaquim José de Santa Anna casou Luiz José de Freitas e Isabel Maria dos Santos. Ele filho de Gonçalo José dos Santos e Maria Francisca, ela filha de Francisco Vieira, falecido, e Francisca Maria dos Santos. Foram testemunhas Manoel Fernandes Jalles e Antonio Cabral de Macedo.
77. Em 30 de Janeiro de 1827, na Matriz de São João Baptista do Assu, o Padre Joaquim José de Santa Anna casou Francisco Xavier de Seixas e Anna Maria. Ele filho de Miguel Theotonio de Seixas e Theresa Maria Barbosa, ela filha de José Gonçalves e Isabel Pereira, ambos falecidos. Foram testemunhas Antonio Caetano Monteiro e Vicente Saraiva de Araújo.
78. Em 3 de Fevereiro de 1827, no Sítio Santa Cruz, casou João e Maximiana, ambos escravos de Claudiana Francisca Biserra. Foram testemunhas João Miguel Trindade, casado, e João de Barros, casado.
Observação. Claudiana Francisca Bezerra era a viúva de Antonio Barbosa da Costa, pais de Antonio Francisco da Costa Bezerra, meu tetravô. João Miguel da Trindade era o pai de João Felippe da Trindade, meu bisavô.
79. Em 18 de Fevereiro de 1827, na casa de oração das Officinas, da Freguesia de São João Baptista do Assu, o Padre Luiz Gonzaga da Costa Moreira casou José Alves dos Nascimento e Rosaura Francisca dos Santos. Ele filho de Francisco da Rocha Silva e Marianna da Assumpção, falecida, ela, natural de Apodi, filha de João Rodrigues de Paiva e Anna Maria Barbosa. Foram testemunhas José Correa de Araujo Furtado,  e Lopo Gil Fagundes, ambos casados e do Assu.
80. Em 30 de Abril de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Joaquim Ribeiro de Assumpção com Joanna Soares da Silva. Ele filho de Manoel Ribeiro de Assumpção e Joanna Maria da Conceição, ela filha de José Soares da Silva, falecido, e Mariana da Fonseca Maciel. Foram testemunhas Jerônimo José das Virgens, solteiro e Antonio Ribeiro da Silva, casado.
81. Em 23 de Abril de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Jerônimo Fernandes Braga com Anna Maria de Santa Cruz. Ele filho de Zacharias Fernandes Braga e Bernarda Maria, falecida, ela filha de João Fernandes e Clara Maria de Oliveira. Foram testemunhas João Fernandes, casado e João Baptista Pereira, casado. Houve dispensa de 2º grau de consanguinidade.
82. Em 23 de Abril de 1827, na Fazenda das Carapebas, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, casou Fabrício Rodrigues da Penha com Maria Joanna da Conceição. Ele filho de Gonçalo Rodrigues da Penha e Aldonsa Maria dos Santos, ela filha de Antonio Correa Dantas, falecido e Joanna Maria de São José, falecida. Foram testemunhas Francisco Xavier de Sousa, casado e João Evangelista da Costa, solteiro.
83. Em 25 de Abril de 1827, no Sítio Curralinho, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, casou José Dantas Correa com Josefa Maria da Conceição. Ele filho de Antonio Dantas Correa e Joanna Maria da Conceição, ambos falecidos, ela filha de Gonçalo Rodrigues da Penha e Aldonsa Maria dos Santos. Foram testemunhas João Manoel da Costa, casado, e Manoel Vieira da Costa, também casado.
Observações: Foram dois filhos de Antonio Dantas Correa que casou com dois filhos de Gonçalo Rodrigues da Penha, com uma diferença de dois dias. Um casamento foi em Carapebas e outro em Curralinho. Sobre as testemunhas, temos que João Manoel da Costa e Manoel Vieira da Costa eram irmãos do meu tetravô Vicente Ferreira da Costa e Mello do O'. João Evangelista da Costa era irmão do meu tetravô Antonio Francisco da Costa Bezerra. Francisco Xavier de Sousa era o pai de Vicente Verdeixa Xavier de Sousa, que casou com minha tia bisavó Rosa Maria da Trindade; era pai de José Mariano  Xavier de Sousa que era sogro de Manoel Jacinto da Trindade, irmão de Rosa Maria, acima; Tanto João Evangelista da Costa como Francisco Xavier de Sousa são ascendentes de Francisco das Chagas Sousa, Chico Sousa, grande fazendeiro da Região que adquiriu um avião e foi buscá-lo nos EEUU.
84. Em 27 de fevereiro de 1820, no Sítio Curralinho, casou José Pereira Monteiro com Francisca Xavier dos Anjos. Ele filho de Joanna Gonçalves, falecida, ela filha de Thomaz Vieira de Mello e Leandra Francisca da Conceição. Foram testemunhas Vicente Ferreira Barbosa e José Antonio de Mello.
Observação. A data acima foi conferida. Pode ser um erro, escapuliu o sete. Deve ser 1827. Mas alguns registros são colocados no livro, depois de um certo tempo.
Outra observação é sobre as testemunhas. José Antonio de Mello era casado com Mathildes Quitéria Xavier da Cruz , filha de Francisco Xavier da Cruz e Lourença Dias da Rosa. Mathildes era irmã de Miguel Francisco da Costa Machado, Vicente Ferreira Xavier da Cruz, Joaquina Maria de Santa Anna e Gonçalo José Barbosa.
Na árvore genealógica desenhada por Jacob Avelino e encaminhada para Pedro Antas, o nome dos pais de José Antonio de Melo são Thomas e F. de Tal. É possível que sejam Thomaz Vieira de Mello e Leandra Francisca da Conceição, acima. Vamos pesquisar, através de outros registros.
Vicente Ferreira Barbosa era filho de Antonio Barbosa da Costa e Claudiana Francisca Bezerra. Antonio era irmão de Francisco Xavier da Costa, acima.
85. Em 6 de junho de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Domingos Soterio da Silva com Francisca Pereira da Conceição. Ele de Extremoz e filho natural de Domingos Sutério da Silva e Theresa Romana, ela filha de natural de Rosa Maria da Conceição. Foram testemunhas José Figueira de Azevedo, casado, e Antonio Francisco de Azevedo, casado.
86. Em 25 de Agosto de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Alexandre Pereira Campos com Maria Jesuina do Amor Divino. Ele filho de Antonio Pereira Campos e Anna Rosa de Jesus, falecidos,  ela filha Vicente Elias da Cunha e Vicência Maria. Foram testemunha Antonio da Silva Carvalho, casado, e Alexandre Francisco da Costa, casado.
Observação. Antônio da Silva Carvalho era o pai do Barão de Serra Branca.
87. Em 3 de Setembro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Antonio Lucas Cesar com Alexandrina da Conceição. Ele da Freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Brejo de Areia, filho de Teobaldo Duarte Ribeiro e Antonia Maria da Conceição, ela, também, de Brejo de Areia, filha de João Ribeiro, falecido e Catharina da Silva. Foram testemunhas Francisco Antonio da Costa, casado e Joaquim Felis Barbosa, casado.
88. Em 9 de Setembro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Matos, casou Manoel Barbosa da Cruz e Joaquina Francisca de Oliveira. Ele filho de Antonio Barbosa da Cruz e Michaela Barbosa, ela filha de Antonio Dantas e Joanna Maria da Conceição, ambos falecidos. Foram testemunhas Alexandre José de Sousa, solteiro e Antonio Fernandes da Silva, solteiro.
Antonio de Silva Fernandes era o pai de Absalão Fernandes da Silva Bacilon, avô de Aluizio Alves e de Aristófanes Fernandes. Antonio da Silva Fernandes era casado com Sabina Maria da Silva.
Observação. Os pais de Joaquina Francisca de Oliveira tem os nomes iniciais semelhantes aos de  Antonio Dantas Correa e Joana Maria da Conceição. Podem ser os mesmos. Sempre encontramos coisas semelhantes em registros da Igreja. Os nomes variam de registro para registro. Um obstáculo para quem faz pesquisa genealógica
89. Em 12 de Setembro de 1827, no Sítio Rio dos Cavallos, do Assu, casou Domingos Francisco Dantas com Antonia Maria Gonçalves, ambos de Santana do Matos. Ele filho do falecido Francisco José Dantas e Quitéria Francisca Moreira, ela filha de José Gonçalves e Isabel de Lira, ambos falecidos. Foram testemunhas Sebastião Antonio de Sousa Caldas e Manoel Varela Barca Junior.
Observação. Manoel Varela Barca Junior casou com uma das descendentes de Antonio Vilela Cid e Estevão Machado de Miranda, mártires de Uruaçu, como se pode ver em um artigo aqui posto.
90. Em 28 de Setembro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Francisco José Batalha com Ignácia Sabina. Ele preto do Gentio, ela viúva de Damião de Lima. Foram testemunhas Antonio da Silva Carvalho, casado e Joaquim José da Fonseca, solteiro.
91. Em 5 de junho de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou Antonio Joaquim de Mello com Joaquina Francisca de Sousa. Ele filho de José Thomas Pereira, falecido, e Antonia Francisca de Mello, ela filha de Antonio Thomas de Sousa e Josefa Francisca de São José, ambos falecidos. Foram testemunha Antonio da Silva Carvalho, casado e José Teixeira, solteiro. Houve dispensa de 3º grau de consanguinidade.
92. Em 31 de janeiro de 1827, na Matriz de São João Baptista do Assu, o Padre José Joaquim de Santa Anna casou Vicente Ferreira da Silva com Anna Maria da Conceição. Ele filho de Vicente Ferreira da Silva, falecido, e Cipriana Nunes da Cruz, também falecida, Ela filha de Pedro Ferreira de Mendonça e Florência Maria. Foram testemunhas Domingos de Mello Montenegro, casado, e Vicente Saraiva de Araújo, casado.
93. Em 26 de Fevereiro de 1827,  na Fazenda Conceição, casou Antonio da Silva Carvalho com Maria da Silva Veloza. Ele filho de Antonio da Silva São Tiago e Joanna Perpétua de Mello, ambos falecidos, ela filha do Alferes Joaquim da Silveira Borges e Anna Joaquina da Trindade. Foram testemunhas o capitão Francisco Alexandre da Costa e o Alferes Antonio Thomaz Pereira.
Observação. Os documentos da Igreja, muitas vezes, têm os registros em uma desordem na sequencia dos assentamentos. Outras vezes, pelo fato de muitas pessoas mexerem em folhas soltas, criam outra desordem que fica difícil de ordenar.
Antonio da Silva Carvalho e Maria da Silva Velosa eram os pais do Barão de Serra Branca, Felipe Neri de Carvalho e Silva.
94. Em 19 de Agosto de 1827, no Sítio Retiro, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, casou Alexandre Francisco da Costa Junior com Isabel Rodrigues. Ele filho do Tenente Alexandre Francisco da Costa e Anna Maria ela Filha de Gonçalo Freire Amorim e Josefa Francisca Rodrigues, ambos falecidos. Foram testemunhas Manoel Fernandes Jales, casado, e João Martins de Macedo, solteiro. Houve dispensa de 3º grau de consanguinidade.
Observação. Nos registros de casamento, encontramos um Gonçalo Freire Amorim casado com Isabel Francisca Rodrigues, em 1748 e não Josefa Francisca Rodrigues. Há um outro Gonçalo Freire Amorim, filho de Gonçalo Freire Amorim, que sentou praça em Açu, em 1789, com a idade de 31 anos. Há outro Gonçalo Freire Amorim, filho de Paschoal Gomes de Lima e neto de Gonçalo Freire Amorim e Isabel Francisca Rodrigues. Como a moça que casou acima é Isabel, é possível que a mãe seja Isabel e não Josefa.
95. Em 19 de Agosto de 1827, no Sítio Retiro, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, casou João Francisco com Joanna dos Santos. Ele filho de Francisco José e Anna Maria, falecida, ela filha de Manoel José do Nascimento e Lourença Custódia dos Santos. Foram testemunhas João Martins de Macedo, solteiro, e Francisco Alexandre da Cunha, solteiro.
96. Em 8 de janeiro de 1827, no Sítio Tabatinga, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, casou Zacharias Fernandes Braga Junior com Clara Gomes de Mello. Ele filho de Zacharias Fernandes Braga e Bernarda Maria, falecida, Ela filha de Alexandre José Tinoco e Anna Joaquina. Foram testemunhas João Fernandes, casado, e Antonio Ferreira, casado.
97. Em 3 de julho de 1827 no Sítio da Canã, casou Antonio Cabral de Macedo com Vicência Gomes da Silva. Ele filho do Capitão Antonio Cabral de Macedo, falecido e Quitéria Maria de Arruda Câmara, ela filha do Tenente José Ribeiro Moreira e Maria da Silva Freire. Foram testemunhas Manoel Fernandes Jales, casado, e João de Barros de Oliveira, casado. Houve dispensa de 3º grau de sanguinidade.
98. Em 27 de julho de 1827, no Sítio Itu, casou Joaquim José de Santa Anna e Anna Francisca. Ele filho de Manoel Teixeira Pinto e Anna Dias, ela filha de Francisco Xavier Duarte, falecido, e Anna Francisca de Oliveira. Foram testemunhas João Baptista da Fé, do Assu, e Antonio Francisco, casado.
99. Em 23 de julho de 1826, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, o Padre José Berardo de Carvalho casou Manoel Lucas Pereira e Eugenia Gomes da Silva. Ele da Freguesia do Rio Grande do Norte, filho natural de Ignácia Maria Cardosa, ela filha de Cosme Pereira da Costa e Joanna Baptista da Conceição. Foram testemunhas Isidoro Pereira da Costa e Pedro José Diniz.
100. Em 25 de Fevereiro de 1827, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, o Padre José Berardo de Carvalho casou Eduardo Pereira do Valle e Felipa Maria de Jesus. Ele de Paus dos Ferros de Apodi, filho natural de Manoel Pereira do Valle e Rita Maria da Conceição, ela filha de Leandro Gomes de Miranda e Leonor Pereira Borba. Testemunharam Antonio Gomes de Miranda, casado, e Joaquim Álvares da Costa, casado.
101. Em 4 de setembro de 1826, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, o Padre José Berardo casou Christovão de Farias Leite e Bernardina Maria do Espirito Santo. Ele filho de Christovão de Farias Leite e Damiana Maria da Conceição, ela de Paos dos Ferros de Apodi, filha de Miguel da Cunha Machado, já falecido e Domingas Maria do Espírito Santo. Testemunhas Joaquim Álvares da Costa , casado, e Francisco Martins de Miranda Junior e Eduardo Pereira do Valle, solteiro.
Observações. Como os registros foram feitos de forma desordenada no livro, Eduardo aparece solteiro depois de eu apresentar o seu casamento. Vejam as datas.
102. Em 4 de Setembro de 1826 no Sítio Barreiras, o Padre José Berardo de Carvalho casou Manoel Francisco da Silva e Maria Thomasia. Ele filho de Francisco da Rocha e Marianna de Assumpção, falecido, Ela de Extremoz e filha de Joaquim Ferreira Cabral de Mello e Vicência Maria Gomes. Foram Testemunhas Joaquim Álvares da Costa, casado, Francisco Martins de Miranda Junior e Eduardo Pereira do Valle, solteiros.
103. Em 20 de Outubro de 1826, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, o Padre José Berardo de Carvalho casou Gonçalo José da Rocha Silva e Joanna Gomes da Silva. Ele filho de Francisco da Rocha da Silva e Marianna Gomes da Silva, falecida, ela filha de Mathias Monteiro, falecido, e Anna Maria da Conceição. Foram testemunhas Manoel José de Mello, solteiro, e José de Farias Leite, solteiro.
104. Em 6 e Julho de 1827, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, casou João Gomes da Silva e Vicência Maria Monteiro. Ele filho de Rodrigo Guedes de Moura e Luisa Maria de Jesus, ela filha de Mathias Monteiro, falecido, e Anna Francisca de Alcântara. Foram testemunhas José Francisco dos Santos, casado, e Manoel José da Rocha, solteiro.
105. Em 13 de julho de 1827, no Sítio Barreiras, casou Antonio José de Deos e Joanna Francisca Bezerra. Ele filho natural de Germana Maria Francisca, ela de Extremoz e filha de Manoel José Bezerra e Anna Francisca, falecida. Foram testemunhas Francisco Martins de Miranda Junior, solteiro, e Vicente Ferreira da Costa, casado.
106. Em 8 de julho de 1827 na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré casou Vicente Ferreira Leandro com Marianna Francisca. Ele filho natural de Leandro Pereira e Ignácia Maria da Conceição, ela filha natural de Antonio Duarte e Margarida Barbosa. Foram testemunhas Manoel Caetano e Agostinho dos Santos Junior, casados.
107. Em 24 de outubro de 1827, na Fazenda da Barra da Freguesia de Santa Anna do Mattos, o Padre José Joaquim de Santa Anna casou Alexandre Chavier da Cruz e Vicência Francisca da Costa. Ele viúvo de Mariana de tal, ela filha de Antonio Felis da Silva e Maria Francisca da Costa. Foram testemunhas Antonio Francisco Bezerra, casado, e Miguel Francisco da Costa, casado. Houve dispensa de 3º de consanguinidade.
108. Em 25 de novembro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casou José Barbosa da Costa e Francisca Xavier da Trindade. Ele de Extremoz, filho de Ignácio Pereira de Abreu, falecido, e Josefa Barbosa da Costa, ela filha de Manoel Thomaz da Trindade e Felipa Barbosa da Costa, falecida. Foram testemunhas João Manoel da Costa, casado, e Francisco Xavier da Costa, casado. Houve dispensa de 2º grau de consanguinidade.
Observação. Embora o nome da testemunha seja Francisco Xavier da Costa, a assinatura é de Francisco Chavier de Sousa. Desconfio que Josefa Barbosa da Costa e José Barbosa da Costa eram irmãos, e ,se forem , José é tio de Francisca.
109. Em 26 de novembro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Matos, casou Antonio com Rita. Ele do gentio de Angola e ela parda, ambos escravos de João Moreira da Costa. Testemunhas o alferes Manoel Álvares da Costa, casado, e Cosme Moreira de Oliveira, casado.
110.Em 25 de outubro de 1827, na Matriz de São João Baptista do Açu, o padre Joaquim José de Santa Anna casou João Baptista da Costa e Maria Vitorina de Jesus. Ele filho de Francisco Rodrigues de Almeida e Francisca Pereira de Jesus, ela exposta em casa de Francisco Alexandre de Mello. Foram padrinhos José Varella Barca, solteiro, e Luiz da Fonseca e Silva, solteiro, ambos do Açu.
111. Em 4 de novembro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Matos, João Baptista casou com Joaquina Maria. Ele, de Açu, filho natural de Maria de tal, falecida, ela filha de Joaquim Rodrigues e Maria Correa. Testemunhas Alexandre José de Sousa, solteiro, e Joaquim Ignácio da Silveira Borges, solteiro.
112. Em 3 de outubro de 1827, na Fazenda do Curralinho, Vicente Ferreira Barbosa casou com Francisca Chavier da Cruz. Ele viúvo  de Francisca Chavier da Costa, ela viúva de João Pereira Pinto (Junior).  Testemunhas Alexandre Chavier da Cruz, viúvo e João Manoel da Costa, casado. Dispensados em 3º grau de consanguinidade.
Observação: Vicente era filho de Antonio Barbosa da Costa e Claudiana Francisca Bezerra. Francisca era filha de José Antonio de Melo e Mathildes Quitéria da Cruz. Mathildes era prima legitima de Vicente. João Manoel era primo de Vicente e Mathildes.
113. Em 12 de outubro de 1827, no Sítio do Curralinho, Antonio Francisco  Bezerra da Costa casou com Vicência Ferreira da Costa. Ele viúvo de Agostinha Monteiro de Sousa, ea filha de Vicente Ferreira da Costa e Mello do O' e Joaquina Maria do Rosário. Foram testemunhas João Manoel da Costa, casado, e José Joaquim, casado. Houve dispensa duplicada de 3° e 4° graus de consanguinidade.
Observação. Agostinha, que faleceu, era irmã de João Manoel da Costa e de Vicente Ferreira da Costa e Mello do  O'. Uma filha de Agostinha e de Antonio Francisco,  de nome Ana Francisca Bezerra, casou com Alexandre Avelino, filho de Vicente Ferreira da Costa e Mello do O'. Portanto, Antonio Francisco que era sogro e primo segundo de Alexandre, tornou-se também cunhado.
114. Em 11 de novembro de 1827, no lugar das Nascenças, da Freguesia de Extremoz, João de Deos da Silveira casou com Josefa Pereira da Silveira. Ele de Extremoz, ela de Santana do Matos. Não há registro dos pais. Testemunharam José Pedro da Silveira, casado, e José Rodrigues da Silveira, casado, ambos de Extremoz.
115. Em 1 de dezembro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Matos, Antonio Bernardo Álvares casou com Joaquina Maria da Conceição. Ele filho de Bernardo Álvares, falecido, e Maria Francisca, ela filha do Alferes Antonio Lopes Viégas e Francisca Pereira, falecida. Testemunharam Antonio Martins dos Santos, solteiro, e Alexandre Pereira Pinto, solteiro. Houve dispensa de 2º grau de consanguinidade.
Observação. Maria Francisca era filha de Antonio Lopes Viégas e Anna Barbosa da Conceição. O nome completo de seu marido era Bernardo Álvares da Conceição Rabello.  Antonio Lopes Viégas era filho de Antonio Lopes Viégas e Anna Barbosa da Conceição. Os nomes se repetem muito nessa família dos Lopes Viégas. Isso gera confusão na hora de fazer reconstituições. Informações anteriores erradas, também, geram confusão. As trocas de nomes nos registros trazem problemas. Essa família Lopes Viégas precisa ser estudada isoladamente para reconstituir melhor sua história. O inventário de Antonio Lopes Viégas seria de grande ajuda.
116. Em 1 de dezembro de 1827, na Matriz de Santa Anna do Matos, José Antonio Catano Gororoba casou com Anna Joaquina. Ele viúvo de Quitéria Maria da Conceição, ela de Brejo de Areia e filha de Manoel Barbosa de Oliveira e Isabel Maria. Foram testemunha Manoel José de Farias, casado, e Francisco Chavier, solteiro. Houve dispensa de impedimento de afinidade oculta.
117. Em 7 de janeiro de 1728, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Manoel Duarte Ferreira casou com Francisca Rosalina Sergea.  Ele filho de José Nunes de Oliveira e Isabel Correa da Silva, ela filha de Francisco Chavier da Cunha e Maria da Silva Oliveira. Foram testemunhas João Martins de Macedo, solteiro, e Alexandre Pereira Campos, casado.
118. Em 8 de janeiro de 1828, no Sítio Retiro, casou João Baptista e Bernarda de Oliveira Cabral. Ele da Freguesia do Assu, filho do Tenente João Rodrigues da Costa e Anna Joaquina de Jesus, ela filha do Capitão Antonio Cabral de Macedo, falecido, e Quitéria Maria da Conceição. Testemunhas Antonio Cabral de Macedo, casado, e João Martins, casado. Houve dispensa de 2º e 3º graus de sanguinidade.
119.  Em 17 de novembro de 1827, no  Sítio Monte Alegre, da Freguesia do Assu, o Padre Joaquim José de Santa Anna casou João Rodrigues  de Almeida e Francisca Maria da Silva. Ele do Assu, filho de Manoel Rodrigues de Almeida e Anna Maria da Conceição, ela filha de Fidelis da Silva Lima e Josefa Francisca de Oliveira, ambos falecidos. Testemunhas Francisco Dantas Cavalcante e Francisco Dantas Cavalcante Junior.
120. Em 19 de fevereiro de 1828, José Barbosa dos Santos casou com Anna Joaquina. Ele exposto na casa de Luiz Martins, ela filha de Alexandre Pereira de Figueredo, falecido, e Josefa Joaquina. Testemunhas João Baptista, casado, e Francisco Fernandes da Silva, solteiro.
121. Em 4 de outubro de l827, na Fazenda Curralinho, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, casou Lourenço e Quitéria. Ele do gentio, ela crioula. Ambos escravos de Manoel Vieira da Costa. Testemunhas  José Joaquim da Costa e Pedro Francisco, casados.
122. Em 18 de Fevereiro de 1828, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Luiz casou com Rosaura, ambos escravos do Capitão Vicente Ferreira Barbosa. Testemunhas Francisco da Silva Carvalho, casado, e Alexandre Pereira Campos, casado.
126. Em 25 de janeiro de 1829, na Matriz de Santa Anna do Mattos, José Cesareo casou com Anna Leonardo. Ele filho de Veríssimo Barbosa e Maria Joanna ela viúva de Manoel Osório. Foram Testemunhas João Baptista da Silva, casado, e Miguel Ferreira da Silva, casado.
123. Em três de maio de 1828, na Matriz de Santa Anna do Mattos, casaram Francisco Felis da Silva e Michaela Joaquina do Espírito Santo. Ele de São José de Mipibú, filho de Felis José da Silva e Anna Maria do Livramento, ela filha natural de Joaquina do Espírito Santo. Foram testemunhas Antonio Dantas Cavalcante e Francisco José da Cunha.
124. Em 28 de maio de 1828, na Matriz de Santa Anna do Mattos, José Galdino do Carmo casou com Elena. Ele da Freguesia de Nossa Senhora dos Prazeres de São Miguel de Extremoz,  filho natural de Maria Joaquina, ela escrava do Alferes Antonio Francisco Bezerra. Foram testemunhas Capitão Vicente Ferreira Barbosa, casado, e José Joaquim da Costa, casado.
125. Em 29 de Setembro de 1828, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Gonçalo José Barbosa  casou com Maria Francisca das Virgens. Ele viúvo de Francisca Rita, ela filha legítima de João Paes e Francisca Chavier. Foram testemunhas Luiz Teixeira de Sousa, casado, e Antonio Lopes Viégas e Azevedo, solteiro.
Observação: Gonçalo José Barbosa era filho de Francisco Xavier da Cruz e Lourença Dias da Rosa. Neto paterno de João Barbosa da Costa e Damazia Soares e materno de Antonio Dias Machado e Francisca Lopes Xavier. Este último casal da região de São Gonçalo do Potengi. Gonçalo era irmão de Miguel Francisco da Costa Machado e Vicente Ferreira Xavier da Cruz.
126. Em 25 de janeiro de 1829, na Matriz de Santa Anna do Mattos, José Cesareo casou com Anna Leonardo. Ele filho de Veríssimo Barbosa e Maria Joanna. Ela viúva de Manoel Osório. Foram Testemunhas João Baptista da Silva, casado e Miguel Ferreira da Silva, casado.
127. Em primeiro de Fevereiro de 1829, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Vicente da Silva Luz casou com Ângelica Maria dos Santos. Ele natural de Russas, filho de Geraldo da Silva, falecido, e Anna Francisca, ela filha de Mathias Cardoso Batalha e Custódia Maria dos Santos. Foram testemunhas João da Silveira Borges, solteiro, e Antonio José dos Santos Leal, casado.
128. Em 20 de fevereiro de 1829, no Sítio Varzinha, João Martins de Macedo casou com Isabel Correa da Costa. Ele filho do Capitão Antonio Cabral de Macedo, falecido, e Quitéria Maria da Conceição, ela filha do Tenente Coronel José Nunes de Oliveira, falecido, e Isabel Correa. Foram testemunhas Antonio Cabral de Macedo, casado, e Mathias de Macedo Cabral.
129. Em 11 de fevereiro de 1829, na casa de oração das Officinas, da Freguesia de Assu, o Reverendo Luiz Gonzaga  da Costa Moreira casou João Carlos Cabral e Anna Maria da Conceição. Ele filho de Carlos Cabral de Macedo e Anna Francisca do Rosário, falecida, ela filha de Antonio de Andrade Araujo e Quitéria Barbosa Dantas. Foram testemunhas Manoel Rodrigues e Carlos Cabral de Macedo.
130. Em 29 de julho de 1828, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Francisco Martins dos Santos casou com Rita Joaquina. Ele filho de Luiz Martins dos Santos e Joanna Maria da Conceição, falecida, ela filha natural de Manoel Joaquim da Cunha e Cipriana Maria da Conceição. Foram testemunhas Antonio Ribeiro, casado, e José Ferreira da Cunha, solteiro. Houve dispensa de impedimento por afinidade.
131. Em 29 de julho de 1828, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Antonio Felis Barbosa casou com Luisa Ribeiro Campos. Ele filho de José Felis Barbosa  e Maria Joanna de Assumpção, falecida, ela filha de Antonio Campos, falecido, e Maria do Carmo, falecida. Foram testemunhas Domingos Tavares da Silva, casado, e José Thomaz Pereira, casado.
132. Em  6 de Agosto de 1828,  na Fazenda Gaspar Lopes, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, Francisco Dantas casou com Maria Josefa. Ele filho natural de Josefa Maria da Conceição, ela filha natural de Josefa Barbalho. Foram testemunhas Alexandre Chavier da Cruz, casado e Antonio da Costa Barbalho, casado.
133. Em 16 de Setembro de 1828, na Capela de São José de Angicos, Francisco casou com Maria Francisca da Conceição. Ele escravo de Thomas Vieira, ela filha de João Baptista, falecido, e Isabel Maria. Foram testemunhas João Manoel da Costa casado, e Antonio Bernardo, casado.
134. Em 26 de Setembro de 1828, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Lúcio José Gomes casou com Josefa Maria da Conceição. Ele liberto, filho natural de Mariana, preta, escrava, ela de Brejo de Area, filha de Crispim Barbosa e Joana Serrão. Foram testemunhas Manoel da Cunha Silva, solteiro, e José Cesareo da Silva, solteiro.
135. Em 26 de Setembro de 1828, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Francisco Chavier Cardoso casou com Anna Francisca da Conceição. Ele filho de Mathias Cardoso Batalha e Custódia Maria dos Santos, ela filha de Balthasar dos Reis e Francisca Maria do Rosário, falecida. Foram testemunhas Miguel Ferreira da Silva, casado, e João Baptista da Silva, casado.
136. Em 26 de setembro de 1828. na Matriz de Santa Anna do Mattos, Joaquim Barbosa casou com Leonor Maria do Amor Divino. Ele de Brejo de Area, filho de Crispim Barbosa e Joana Serrão, ela filha natural de Mariana, escrava. Foram testemunhas Manoel da Cunha Silva, solteiro e João Baptista da Cunha, casado.
137. Em 29 de outubro de 1828, no Sítio da Arara, Freguesia de São João Baptista do Açu, o Padre Joaquim José de Santa Ana casou Estanilao Pinheiro com Floriana Maria. Ele filho de Joam Pinheiro e Maria Joana,  ela filha de Antonio da Costa Barbalho e Maria Ignácia da Conceição, ambos falecidos. Foram testemunhas Alexandre Rodrigues da Costa, casado e Antonio Barbalho Bezerra, casado. Houve dispensa de 2º grau de consanguinidade.
138. Em 12 de outubro de 1827, na Capela de Nossa Senhora de Guamaré, o Padre José Berardo de Carvalho casou Joaquim José de Guimaraens  e Francisca Victorina das Chagas. Ele filho de Manoel do Terço e Basília Gonçalves, ela filha de Francisco José Ferreira , falecido, e Anna Dorothea. Foram testemunhas João Ferreira de Brito e Francisco José Soares.
139. Em 14 de Agosto de 1828,  no Sítio São José, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, o padre Joaquim José de Santa Anna, casou João Manoel da Costa e Josefa Cândida da Rocha Bezerra. Ele viúvo  de Joana Evangelista da Costa, ela filha de Balthasar da Rocha da Silveira e Josefa Maria da Silva. Foram testemunhas Vicente Ferreira Barbosa e Francisco Chavier de Sousa. Houve dispensa de terceiro grau de afinidade. Josefa Cândida e Joana Evangelista deveriam ser primas.
Observação. João Manoel da Costa e Mello era filho do Capitão João Manoel da Costa e Angélica Maria da Conceição. Antes de se casar com Joana Evangelista foi esposo de  Anna Martins. Balthasar em alguns registros é da Rocha Bezerra e em outros da Rocha Silveira.
140. Em 30 de Agosto de 1828, na Capela de Nossa Senhora de Guamaré, o Padre José Berardo de Carvalho casou João e Joana, ambos do gentio de Angola e escravos de Joaquim Álvares da Costa. Foram testemunhas João Ferreira de Brito e Francisco José Soares.
141. Em 26 de janeiro de 1829, no Sítio São Sebastião, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, Estanilao Rodrigues Pinheiro casou com Joana Perpetua de Mello. Ele filho de Antonio da Costa Barbalho e Maria Ignácia, ambos falecidos, ela filha José Thomaz, falecido e Antonia Francisca. Foram testemunhas Alexandre Rodrigues da Costa e Pedro Álvares Correa.
142. Em 26 de janeiro de 1829, no Sítio São Sebastião, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, o padre José Joaquim de Santa Anna, casou Miguel Pinheiro Teixeira e Antonia Sabina. Ele filho de José Joaquim Pinheiro e Maria Joanna, ela filha de José Thomaz, falecido, e Antonia Francisca de Mello. Foram testemunhas José Thomas Pinheiro e João Baptista da Costa.
Observação. Duas filhas de José Thomaz e Antonia Francisca de Mello casaram no mesmo dia 26 de janeiro de 1829.
143. Em 5 de Outubro de 1828, na Matriz de Santa Anna do Mattos, José Pereira Sudré casou com Joaquina Maria. Ele filho de Manoel Pereira Sudré e Maria Joanna, ela filha de Francisco Rodrigues de Oliveira e Marina Rolinda. Foram testemunhas Joaquim José da Cunha e Francisco José da Cunha, solteiros.
144. Em 2 de Novembro de 1828, na Matriz de Santa Anna do Mattos, José Joaquim de Santa Anna casou com Felipa Rodrigues da Costa. Ele filho legitimo de José Francisco da Costa e Joana Maria, ela filha legítima de Miguel Rodrigues da Costa e Antonia Maria. Foram testemunhas Joaquim José da Cunha e João Theotonio da Silva, solteiros.
145.  Em 24 de Outubro e 1828, na Fazenda Tostado, Manoel José da Silva casou com Anna Fernandes do Rosário. Ele filho de Antonio Manoel da Silva e Maria Rosa da Conceição, ela filha de João Fernandes Lemos e Marianna da Conceição e Oliveira. Testemunhas Vicente Ferreira de Lima e Jerônimo José das Virgens.
146. Em 9 de outubro de 1828, no Sítio Arara, Leandro Barbosa da Silva casou com Maria da Conceição. Ele filho de Vicente Barbosa da Silva  e Anna Quitéria, ela exposta em casa do falecido Antonio José de Macedo. Testemunhas o Capitão Mor Francisco Dantas Cavalcante e o Ajudante Francisco Dantas Cavalcante Junior.
147. Em 27 de julho de 1829, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Antonio Ferreira de Mendonça casou com Maria Joanna. Ele filho de Pedro Ferreira e Florença Maria da Conceição, ela filha de Manoel Tavares da Silva e Joanna Quitéria. Foram testemunhas Manoel Thomaz da Trindade e Alexandre Pereira Campos, casados.
148. Em 30 de Setembro de 1829, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Manoel Jerônimo casou com Maria Silva. Ele filho de Francisco José dos Passos e Januária Maria, ela filha de Manoel Theodoro de Moraes e Bernarda Maria da Conceição. Foram testemunhas João Martins de Macedo, casado, e Mathias Macedo Cabral, solteiro. Houve dispensa do segundo grau de sanguinidade em linha transversal.
149. Em 26 de outubro de 1829, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Antonio Martins dos Santos casou com Bernarda Álvares da Conceição. Ele filho de Antonio Martins dos Santos e Felipa Maria Duarte, falecida, ela filha de Bernardo Álvares da Conceição, falecido, e Maria Francisca. Foram testemunhas Alexandre Lopes Viégas e Azevedo, casado, e Antonio Bernardo Alves,, casado. Houve dispensa de 2º grau de consanguinidade.
Observação: Pelas informações do livro Angicos de Aluizio Alves, Maria Francisca e Felippa Maria Duarte eram irmãs, filhas de Antonio Lopes Viégas e Anna Barbosa da Conceição. Portanto, os nubentes eram primos legítimos.
150. Em 2 de novembro de 1829, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Antonio Pereira de Mello casou com Florência Maria da Conceição. Ele filho de Luiz Pereira de Mello e Manoela Gomes de Lima, ela filha de João Gonçalves Reis, falecido, e Margarida Francisca. Foram Testemunhas Manoel da Costa, casado, e Joaquim José de Santa Anna, casado. Houve dispensa de 3º grau de consanguinidade.
151. Em 22 de Outubro de 1829, no Sítio São Sebastião, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, Felis Antonio de Sousa e Maria, casou com Maria Joanna da Rocha Bezerra. Ele filho do Tenente Francisco Ferreira Souto e Maria Francisca, ela filha do Alferes Ponciano Barbalho Bezerra e Joanna Maria. Foram testemunhas Antonio Barbalho Bezerra, casado e Antonio Francisco da Silva, solteiro. Houve dispensa de impedimento em que se achavam ligados.
152. Em 11 de outubro de 1828, no Oratório de Nossa Senhora da Conceição da Ilha de Manoel Gonçalves, o Padre Luiz Gonzaga da Costa Monteiro casou Manoel da Rocha Bezerra e Josefa Jacinta de Vasconcelos. Ele filho de Balthasar da Rocha Silveira e Josefa Barbosa da Silva, ela filha de Carlos José de Sousa e Manoela Archângela dos Anjos. Foram testemunhas o Capitão João Martins Ferreira e o Capitão Silvério Martins de Oliveira.
Observações. Em vários documentes o nome de Balthasar da Rocha Bezerra é escrito Balthasar da Rocha Silveira. O nome mais comum que aparece para a esposa dele é Josefa Maria da Silva. Esse que está acima foi o único que encontrei. Aliás, o casal teve um filho chamado Agostinho Barbosa da Silva. Esse sobrenome, possivelmente, veio da família de Josefa. A testemunha João Martins Ferreira, português, era meu tetravô e um dos fundadores de Macau. Ele era o administrador das terras do Português Bento José da Costa que residia em Recife. Bento era o pai de Maria Theodora esposa do Chefe da Revolução de 1817, o capixaba Domingos José Martins. Maria Theodora foi madrinha de um neto de João Martins Ferreira, no ano de 1842. A outra testemunha Silvério presidiu a mesa de rendas de Macau.
153. Em 28 de novembro de 1829, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Antonio Fernandes da Silva casou com Sabina Maria da Silva . Ele filho de Manoel Álvares da Fonseca e Anna Maria Barbosa, ela filha de Francisco da Silva Carvalho e Maria Joana, falecida. Foram testemunhas Manoel de Barros, casado, e Francisco Antonio, casado. Houve dispensa de 3º grau de consanguinidade.
Observações. Antonio Fernandes da Silva e Sabina Maria da Silva eram os pais de Absalão Fernandes da Silva Bacilon. Colocamos aqui o casamento de Absalão por ele ser o gerador dos Alves e Fernandes de Angicos e Santana do Matos. Era avô do Governador  Aluizio Alves e do Deputado Federal Aristófanes Fernandes.
"Às três horas da manhã do dia dez de Janeiro, de mil oitocentos e setenta e nove, nesta Villa de Santa Anna do Mattos, em Oratório privado, servatis servandis juxta tridentinum, uni em Matrimonio, e dei logo as bênçãos noticiais aos contraentes, meus paroquianos, Absalão Fernandes da Silva Bacilon, e Josefina Emília Alves Martins; ele filho legitimo de Antonio Fernandes da Silva, e Sabina Maria da Silva; e ela filha legitima de José Alves Martins, e Francisca Maria Martins; todos quatro já falecidos: presentes por testemunhas João Alves Martins, João Martins Ferreira, e Manoel Thomas Pinheiro, todos os três casados, e moradores nesta Freguesia; do que fiz este assento, e assino. O Padre Antonio Germano Barbalho Beserra, encarregado da (ilegível) da Freguesia."
Mais observações. José Alves Martins, João Alves Martins e João Martins Ferreira são todos os três descendentes do Capitão João Martins Ferreira, testemunha do casamento anterior. Meu pai já dizia em carta a um sobrinho que os Alves Fernandes pertenciam ao Clã dos Martins Ferreira.
154. Em 07 de janeiro de 1830, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Francisco Alexandre da Cunha casou com Marianna Martins da Cunha. Ele filho do Tenente Alexandre da Cunha Calheiros  e Ignez Neta Pereira, ela filha de Francisco Ignácio da Cunha e Maria Quitéria da Cunha. Foram testemunhas o Tenente João Francisco da Cunha Baracho e Miguel Ferreira da Silva, casados. Houve dispensa de consanguinidade, sem especificar o grau.
155. Em 07 de janeiro de 1830, na Matriz de Santa Anna do Mattos, João Baptista da Cunha casou com Ignez Maria da Conceição. Ele filho do Tenente Alexandre Cunha Calheiros e Ignez Neta Pereira, ela filha de Francisco Carneiro da Cunha e Anna Maria da Conceição. Foram testemunhas João Martins de Macedo, casado, e João Carneiro da Cunha, casado. Houve dispensa de consanguinidade, sem especificar o grau.
156. Em 07 de janeiro de 1830, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Francisco casou com Joaquina. Ele e ela escravos de Antonio Dantas Cavalcante. Foram testemunhas o Tenente Alexandre da Cunha Calheiros e José da Cunha Cavalcante, casados. Por cautela houve dispensa de hum impedimento em que se julgavam ligados.
157. Em 20 de julho de 1829, no sítio denominado Bamburral, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, Antonio Correa Galvão casou com Marianna Julianna de Moraes, ambos da Freguesia de São João Baptista do Assú. Ele filho de José Correa Galvão e Maria da Conceição, ela filha de Luciano da Rocha Freire e Anna Quitéria. Foram testemunhas José Barbosa Pimentel e José Carlos .
158. Em 8 de Setembro de 1829, no Sítio do Prego, na Freguesia de Santa Anna do Mattos, Thomaz de Aquino e Oliveira casou com Anna Dias Moreira. Ele filho do Alferes João Correa de Sousa e Isabel Francisca Rodrigues, já falecidos, ela filha de Manoel Teixeira Pinto e Anna Dias Moreira. Foram testemunhas o Capitão Mor Francisco Dantas Cavalcante e Francisco do Rego.
159. Em 30 de maio de 1829, na Matriz de São João Baptista do Assu, o Padre Joaquim José de Santa Anna casou Severino Gomes Moreira com Maria dos Milagres. Ele filho de Jorge Lopes, falecido, e Anna Rita, ela filha de João Pedro da Costa e Maria Gomes. Testemunharam Manoel Vaz da Fonseca e Antonio Freire da Rocha.
160. Em 30 de junho de 1829, na Fazenda Amargoso, da Freguesia de Santana do Matos, Manoel Fernandes da Rocha casou com Mathildes Divina da Conceição. Ele do Assu, filho de Francisca Maria de Jesus, ela filha de Antonio Nunes da Cruz e Rosa Maria da Conceição. Foram testemunhas Francisco Xavier, casado, e Alexandre José de Sousa, solteiro.
160 A. Em 14 de Setembro de 1829, na Fazenda Santo Antonio, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, Manoel Barbalho Pinheiro casou com Isabel Francisca de Soisa. Ele filho de Antonio da Costa Barbalho e Maria Ignácia da Conceição, ambos falecidos, ela filha de João Baptista de Sousa, falecido, e Michaela Archângela. Testemunhas Estanilau Pinheiro Teixeira e João Baptista da Costa, ambos casados. Houve dispensa de 2º grau de consanguinidade
160 B. Em 17 de Novembro de 1829, no Sítio do Mangue Seco, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, o Padre José Berardo de Carvalho casou João Evangelista da Costa e Anna Ferreira de Moraes. Ele filho de Antonio Barbosa da Costa, já falecido, e Claudiana Francisca Bezerra, ela filha de Antonio Ferreira de Moraes e  Antonia Theresa. Foram testemunhas João Manoel da Costa, Francisco Chavier de Sousa e José Alexandre da Costa. Houve dispensa de 3º grau de consangüinidade, atingente ao 2º
Observação. João Evangelista da Costa era irmão do meu tetravô, o Tenente Coronel Antonio Francisco Bezerra da Costa. João Manoel da Costa era primo legítimo de João Evangelista da Costa. Não sei ainda, mesmo com o grau de consanguinidade existente, como era o parentesco dos nubentes.
161. Em 24 de novembro de 1829, no Oratório das Officinas, da Freguesia de São João Baptista do Assu, o Frei Thomaz de Aquino casou Francisco Trajano Chavier da Cunha e Senhorinha Clara dos Anjos. Ele da Freguesia de Nossa Senhora da Apresentação da cidade do Natal, viúvo de Marianna Ignácia Teixeira, ela filha de Carlos José de Souza e Manoela Archângela. Foram testemunhas Raimundo José da Silva e Manoel da Rocha Bezerra. Houve dispensa de 3º grau de consanguinidade.
Observação: Mariana Ignácia da Apresentação faleceu em 13 de janeiro de 1826 e foi enterrada na Capela de São Gonçalo do Potengi.
162. Em 27 de abril de 1829, na Fazenda Santa Águida, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, o padre José Berardo de Carvalho casou João Matheus Ribeiro com Francisca Maria da Conceição. Ele de Pombal, filho de Manoel Mathias Ribeiro e Joaquina Maria, ela de Assu,  filha de Maria Francisca da Conceição. Foram testemunhas Alexandre Chavier da Cruz,  Luiz Teixeira de Sousa e Antonio Francisco da Costa.
163. Em 27 de outubro de 1829, no Sítio Livramento, da Freguesia de Santa Ana do Mattos, Antonio Marques Delgado casou com Constância Francisca Cavalcante. Ele natural da freguesia de Vila Flor,  filho de João Marques Delgado, e Magdalena Francisca, já falecidos. Ela filha de José Cavalcante de Albuquerque, e Francisca Cavalcante de Santa Anna, da Freguesia do Assu. Foram testemunhas João Gomes dos Santos e Antonio Francisco, casados.
164. Em 19 de abril de 1830, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Vicente Ferreira do Nascimento casou com Romana Maria de Jesus. Ele filho de Francisco Ferreira e Theresa Maria de Jesus, ela filha de Prudente de Sá Bezerra, já falecido, e Gertrudes Maria. Foram testemunhas João Baptista da Silva, casado, e Francisco Chavier de Sousa, solteiro.
Observação. Prudente de Sá Bezerra faleceu em 1807 com a idade de 78 anos.
165. Em 19 de abril de 1830, na Matriz de Santana do Matos, José Rodrigues de Oliveira casou com Vicência Maria da Paixão. Ele filho de Francisco Chavier, falecido, e Anna Francisca de Oliveira, ela filha de Antonio José Francisco e Maria da Paixão, falecida. Foram testemunhas Antonio Bernardo Álvares, casado, e Antonio Francisco de Abreu, solteiro.
166. Em 20 de abril de 1830, na Matriz de Santana do Matos, Antonio Lopes de Macedo casou com Anna Ludovina Chavier. Ele filho de José Nunes de Oliveira, falecido e Isabel Correa, ela viúva de José Ribeiro Moreira. Foram testemunhas João Baptista da Silva e João Martins de Macedo. Houve dispensa de 3º grau de afinidade lícita.
167 Em 21 de abril de 1830, na Matriz de Santana do Matos, Alexandre José da Trindade casou com Isabel Dias Borba. Ele filho de Manoel Thomaz da Trindade e Felipa Barbosa, falecida, ela filha de Antonio Francisco Taveira e Francisca da Costa Martins. Foram testemunhas Antonio da Silva de Carvalho, casado, e Francisco da Costa da Trindade, casado. Houve dispensa de 2º grau de sanguinidade e afinidade ilícita.
168. Em 12 de novembro de 1828, na Matriz de Santana do Matos, Francisco da Silva Luz casou com Anna Francisca da Conceição. Ele natural de Nossa Senhora da Conceição do Brejo d'Area,  filho legitimo de Geraldo da Silva, falecido, e Anna Francisca da Silva, ela filha de Matheus Nunes, falecido, e Maria do Rosário. Foram testemunhas João Baptista da Costa, casado, e Vicente Ferreira da Cruz, casado.
169. Em 8 de janeiro de 1830, no Sítio Poço dos Cavallos, da Freguesia de Santana do Matos, José Joaquim de Oliveira casou com Felipa Monteiro da Conceição. Ele de Goiana, filho de Ângela Maria da Conceição, ela filha de Antonio Pereira dos Anjos e Claudianna Lusia da Conceição. Foram testemunhas Luiz Gomes, casado, e Francisco Antonio Dourado, casado.
170. Em 8 de janeiro de 1830, na Fazenda Adquê, da Freguesia de Santana do Matos, Manoel Pereira Campos casou com Maria das Doures. Ele do Seridó, filho de  Roque Pereira Campos e Theodora Maria, falecida, ela do Seridó, filha de Fernando José Ferreira e Theodora Maria de Jesus. Foram testemunhas João Gomes dos Santos e Roque Pereira Campos Junior.
171. Em 14 de novembro de 1829, na Matriz de São João Batista do Assu, o Padre Luiz Gonzaga da Costa Moreira, casou Joaquim Pereira de Lima Junior e Maria Joaquina da Conceição, ambos do Assu. Ele filho de Joaquim Pereira de Lima e Anna Josefa da Conceição, ela filha de João Fernandes Braga e Clara Maria de Oliveira. Foram testemunhas Capitão Francisco Varella Barca e Francisco Varella Junior.
172. Em 22 de fevereiro  1830, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Luiz casou com Thomasia  Maria da Conceição. Ele preto, crioulo, escravo de Carlos José da Sousa, ela filha de Ignácio José da Silva e Maria do Rosário. Foram testemunhas Alexandre José de Sousa e Felisberto Batalha, solteiro.
173. Em 23 de Maio de 1830 , na Matriz de Santa Anna do Mattos, Francisco José Ferreira casou com Claudiana Maria da Trindade. Ele do Brejo de Areia, filho Antonio Ferreira, falecido, e Theresa de Jesus, falecida, ela filha de Salvador Maria da Trindade e Maria Dias de São Felis. Foram testemunhas João Baptista da Silva, casado, e João Baptista Martins, casado. 
174. Em 1 de junho de 1830, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Luiz casou com Josefa, ambos escravos de Antonio Francisco Bezerra.  Foram testemunhas Miguel Francisco da Costa e Vicente Ferreira da Costa e Mello.
Observação. O dono dos escravos devia ser Antonio Francisco Bezerra da Costa, meu tetravô. As testemunhas devem ser Miguel Francisco da Costa Machado e Vicente Ferreira da Costa e Mello do O', o primeiro trisavô e o segundo tetra avô. 
175.Em 8 de junho de 1830, no Sítio Santa Theresa, da Freguesia de Santana do Mattos, Joaquim José de Santa Anna casou com Quitéria Barbosa de Moraes. Ele filho de Alexandre Pereira de Figueredo, falecido, e Josefa Joaquina de Jesus, ela liberta  de Veríssimo Barbosa da Silva. Foram testemunhas João Baptista da Silva, casado, e Manoel Ricardo da Cunha, casado. 
176. Em 21 de julho de 1830, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, o Padre José Berardo de Carvalho  casou Manoel Pereira Eustáquio e Francisca de Borja, ele filho de Vitorino Pereira da Silveira e Mariana Francisca do Espírito Santo, ela filha Francisco Rodrigues das Chagas e Innocencia Maria das Virgens. Foram testemunhas João Ferreira de Brito e Francisco José Soares, ambos casados. 
177. Em 1 de Agosto de 1830, na Matriz de Santana do Matos, Antonio Fernandes Jalles desposou Rosa Maria da Conceição. Ele de Portalegre, filho de Domingos Fernandes Jalles, falecido, e Anna Joaquina, ela filha de José Francisco da Costa e Joanna Francisca de Oliveira. Foram testemunhas Miguel Ferreira da Silva e João Freire de Amorim.
Observação. A testemunha João Freire de Amorim deve ser da família de Gonçalo Freire de Amorim, com participação em Açu e São Gonçalo do Potengi. 
178. Em 2 de Agosto de 1830, na Matriz de Santana do Matos, Manoel Luiz da Costa desposou Isabel Maria da Conceição. Ele filho de José Álvares da Penha e Francisca da Silva, falecida, ela filha de Manoel Felis da Câmara, falecido, e Antonia Vieira de Mello, foram testemunhas João Álvares de Oliveira e Miguel Ferreira da Silva, casado. 
179. Em 2 de Agosto de 1830, na Matriz de Santana do Matos, Luiz Francisco de Macedo desposou Francisca Pereira de Mello. Ele filho de Manoel Antonio de Macedo, falecido, e Custódia Maria da Conceição, falecida, ela filha de Luiz Pereira de Mello, falecido, e Manoela Gomes de Lima. Foram testemunhas Joaquim José de Santa Anna e João Ferreira do Espírito Santo. 
Observação. Às vezes escrevo Santa Anna do Mattos no lugar de Santana do Matos, para lembrar como se escrevia antigamente.  
180. Em 5 de Julho, na Matriz de Santana do Matos, Leonardo desposou Maria Francisca. Ele preto, crioulo, escravo de Angélica Maria da Conceição, ela
 filha de Antonio Barbosa da Cruz e Michaela Maria. Foram testemunhas Francisco Lopes e Alexandre Pereira Campos.
Observação. Em vários desses casamentos, que constam no livro de casamentos da Freguesia de Santana do Matos, e que se iniciam em 1823, constam as assinaturas das testemunhas. É possível, portanto, ver a assinatura de um ascendente. O casamento seguinte é de outro filho de Antonio Barbosa da Cruz. 
181. Em 29 de julho de 1830 na Fazenda Carapebas, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, Galdino José Barbosa desposou Manoela Sebastianna da Conceição. Ele filho de Antonio Barbosa da Cruz de Michaela Maria da Conceição, ela filha de Antonio Dantas Correa e Joanna Maria de São José, ambos falecidos. Foram testemunhas José Alexandre da Costa e Agostinho Barbosa da Silva. 
Observação. Agostinho Barbosa da Silva era filho de Balthasar da Rocha Bezerra (ou Silveira) e Josefa Maria da Silva. O sobrenome dele deve vir da família da mãe, pois, em um dos registros que encontrei, está escrito Josefa Barbosa da Silva. 
182. Em 1 de março de 1830, na Matriz de Santa Anna do Mattos, João Baptista do Rosário desposou Francisca Theodora da Conceição. Ele filho natural de João Baptista da Costa, falecido e Francisca Pereira do Rosário, ela filha de Antonio Francisco Bezerra e Theodora Maria da Conceição. Foram testemunhas Antonio Lopes de Macedo, casado e João Mendes da Silva, solteiro.
183. Em 4 de Setembro de 1830, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Manoel Vieira da Paixão desposou Josefa Maria da Conceição. Ele do Seridó, filho de Manoel Vieira da Paixão, falecido, e Maria Vieira da Paixão, ela filha de Gonsalo Rodrigues de Mendonça e Damiana Maria da Conceição. Foram testemunhas João Martins de Macedo, casado, e João Baptista da Silva, casado.
184. Em 22 de Junho de 1830, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Francisco Carneiro da Cunha desposou Anna Maria de Jesus. Ele filho de Francisco Carneiro da Cunha Calheiros e Anna Maria da Conceição, ambos falecidos, ela filha do Tenente Alexandre da Cunha Calheiros e Ignez Neta Pereira. Foram testemunhas João Martins de Macedo e João Carneiro da Cunha, ambos casados. Houve dispensa de 2º grau de sanguinidade em linha transversal.
185. Em 21 de Julho de 1830, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, Francisco José Soares desposou Isabel Joaquina da Ungria. Ele filho de Manoel José Soares, falecido, e Felipa Maria de Jesus, ela filha de João Francisco dos Santos e Gertrudes Gomes Silveira. Foram testemunhas o Padre José Berardo de Carvalho e Venâncio José da Silveira.
186. Em 23 de Setembro de 1830, na Fazenda das Pendensias, desta Freguesia de Santana do Matos, José desposou Josefa. Ele do gentio de Angola e escravo de Lopo Gil Fernandes, ela, parda, escrava de Lopo Gil Fernandes. Foram testemunhas Manoel Antonio de Assumpção ,viúvo, e Vicente Ferreira, casado.
187. Em 23 de Setembro de 1830, na Fazenda do Estreito, Antonio José Barbosa desposou Ilana Maria da Conceição. Ele do Assú, filho de João Cardozo de Mello e Joanna Barbosa de Soiza, ela filha de Manoel José Rodrigues e Antonia Maria da Conceição, falecidos. Foram testemunhas José Joaquim Pinheiro, casado, do Assu e José Teixeira de Mello, solteiro.
188. Em 23 de Setembro de 1830, na Fazenda do Estreito, Antonio José de Lemos desposou Maria Francisca da Conceição. Ele viúvo de Joana Maria, ela filha de Antonio Rodrigues da Natividade e Quitéria Barboza. Foram testemunhas Antonio Joaquim de Mello e João Baptista Pereira, casados. Houve dispensa de 2º de afinidade lícita atingente ao 1º
189. Em 19 de Outubro de 1830, no Sítio São Gregório, da Freguesia de Santana do Matos, João Francisco desposou Anna Francisca. Ele filho de Manoel João e Lourença Maria, ela filha de Elesbão da Costa e Silvana Maria da
Conceição, falecida. Foram testemunhas o Tenente João Francisco da Cunha Baracho e João Carneiro da Cunha, casado.
190. Em 7 de Novembro de 1830, na Matriz de Santana do Matos, Francisco Chavier Duarte desposou Maria Vicência. Ele exposto na casa de Valentim Figueira, ela filha de Antonio Francisco da Fonseca, falecido, e Francisca Vieira de Oliveira. Foram testemunhas Mathias de Macedo Cabral, casado, e Manoel José Fernandes Jales, casado.
191. Em 7 de Novembro de 1830, na Matriz de Santana do Matos, José Manoel de Sousa desposou Felicianna Maria da Trindade. Ele filho de José Antonio de Sousa e Francisca Chavier da Soledade, ela filha de Vicente José de Azevedo e Maria Magdalena. Foram testemunhas Alexandre Pereira Campos e Manoel Fernandes Jalles, casados.
192. Em 15 de Novembro de 1830, na Matriz de Santana do Matos, Thomas de Aquino Chavier desposou Bruna Maria da Conceição. Ele de Extremoz, filho de Antonio Francisco, falecido, e Marianna Francisca, ela liberta de Antonio Moreira de Azevedo. Foram testemunhas Antonio da Silva de Carvalho, casado, e Jerônimo Francisco da Costa, solteiro.
193. Em 15 de Novembro de 1830, na Matriz de Santana do Matos, João Mendes da Silva desposou Isabel Vicência da Silva. Ele filho de Francisco Chavier da Cunha e Maria da Silva, ela da Freguesia de Pajeú das Flores, filha de João Mendes da Silva e Vicência Florência das Virgens. Foram padrinhos João Baptista da Silva, casado e João Martins de Macedo, casado.
194. Em 30 de Outubro de 1830, no Sítio Barreiras, da Freguesia de Santana do Matos,o Reverendo José Berardo de Carvalho ajuntou em matrimonio Antonio Álvares de Lima e Maria da Conceição. Ele do Assú, filho de Francisco Álvares de Lima e Isabel Francisca dos Anjos. Ela de Russas, filha de Miguel da Cunha, falecido e Domingas Maria do Espírito Santo. Foram testemunhas Christovão de Farias Junior, Francisco Gonçalves Borges e Luiz Francisco da Silva
195. Em 20 de Novembro de 1830, na Matriz de Santana do Matos, Vicente Ferreira de Soisa desposou Anna Joaquina da Silva. Ele filho de Francisco Chavier da Cunha e Maria da Silva, ela filha de Vicente Elias da Cunha, falecido, e Vicência Maria. Foram testemunhas Alexandre Pereira Campos, casado, e João Mendes da Silva, casado. Houve dispensa de 2° grau atingente ao 3º de sanguinidade.
196. Em 30 de outubro de 1830, no Sítio das Barreiras, da Freguesia de Santana do Matos, o Reverendo José Berardo de Carvalho ajuntou em matrimonio, Daniel Pereira de Brito e Anna Maria da Silva, ambos de Aracati. Ele filho natural de Monica Maria do Espírito Santo, ela filha de Domingos Fernandes da Silva e Bibianna Gomes da Silva. Foram testemunhas Luiz Francisco da Silva, Christovão Farias Junior e Francisco Gonçalves Borges. Houve dispensa de 2° grau de sanguinidade.
Observação. O casal acima teve uma filha de nome Monica que foi batizada na Capela da Ilha de Manoel Gonçalves. Outra filha casou na Ilha do Tubarão.
197. Em 10 de Agosto de 1830, no Sítio Alegria, da Freguesia de Santana do Matos, o Reverendo José Berardo de Carvalho ajuntou em matrimonio, Manoel Correa de Melo e Marcelina Luiza da Silva. Ele do Assú, filho de Vicente Correa de Mello e Maria Dantas de Farias, falecidos, ela filha de João Luiz da Paixão e Francisca Antonia de Mello. Foram testemunhas Joaquim Álvares da Costa, José Francisco de Farias e Thomaz Aquino Pereira.
Observação: Joaquim Álvares da Costa era sócio do Capitão João Martins Ferreira e foi seu fiador no arremate do Dízimo de Sal de Mossoró em 1823. Veja artigo neste blog.
198. Em 18 de Novembro de 1830, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, filial da Freguesia de Santana do Matos, O Reverendo José Berardo de Carvalho casou Manoel Gomes de Miranda e Francisca Suzana de Oliveira. Ele filho de Leandro Gomes de Miranda e Leonor Pereira Barbosa, ela natural da Freguesia de São Francisco das Chagas do Canindé, filha de José Nunes de Oliveira e Quitéria Maria dos Anjos. Foram testemunhas Crispim Gomes de Miranda e Eduardo Pereira do Valle.
199. Em 16 de Novembro de 1830, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, filial da Matriz de Santana do Matos, o Reverendo José Berardo de Carvalho casou Caetano de Lemos da Fonceca e Maria Magdalena da Paz. Ele filho de Antonio Bezerra e Rosa Maria Lemos, falecida, ela filha Francisco Lourenço de Vasconcelos e Maria Gomes da Conceição, falecida. Foram testemunhas José Francisco dos Santos, casado e Francisco José Soares, casado.
200. Em 8 de Janeiro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Pedro de Barros Cavalcante desposou Maria do Carmo de Moura, ambos da Freguesia de São João Batista dos Assú. Ele filho de Joaquim de Barros Cavalcante e Isabel d'Oliveira, falecida, ela filha de Manoel Antonio Barbosa, falecido, e Josefa Maria Cavalcante. Foram testemunhas José da Cunha Cavalcante e João Baptista da Cunha, casado.
2001. Em 15 de Janeiro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Antonio Bernardo da Cunha, crioulo, desposou Maria Francisca do Nascimento. Ele filho natural de Joana Bernarda da Costa, falecida, ela filha de João Gonçalves dos Reis, falecido, e Margarida Francisca do Nascimento. Foram testemunhas Manoel Duarte, casado e José Francisco, solteiro.
202. Em 25 de Janeiro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, o Reverendo Joaquim Álvares da Costa casou João Martins da Costa e Maria Duarte Ferreira. Ele filho de João José Baptista Martins e Anna Francisca, ela filha de Manoel Thedoro de Moraes e Bernarda da Costa e Oliveira. Foram testemunhas João Martins de Macedo e Mathias Cabral de Macedo.
203. Em 13 de Fevereiro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Gonçalo José Barbosa desposou Marianna Rosa da Silva. Ele viúvo de Maria Francisca, filho de Francisco Xavier da Cruz e Lourença Dias da Rosa, falecida, ela filha de João de Barros da Silva e Jerônima Francisca da Costa. Foram testemunhas Francisco Chavier de Soisa, casado, e Francisco de Sales Sedrinho, casado.
Observação. Gonçalo José Barbosa era irmão de Miguel Francisco da Costa Machado e Vicente Ferreira Xavier da Cruz.
204. Em 15 de Fevereiro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Antonio Francisco Calheiros desposou Lucianna Francisca de São Felis. Ele exposto na casa de Isabel Maria, ela exposta na casa de Ilena Francisca. Foram testemunhas Antonio Fernandes da Silva, casado, e Clemente Barbosa de Moraes, solteiro.
205. Em 11 de Abril de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Antonio Pereira desposou Anna Joaquina. Ele viúvo de Antonia Theresa de Jesus, ela filha de Antonio Manoel e Maria Rosa. Foram testemunhas Domingos Tavares da Silva, casado e Jerônimo José das Virgens, solteiro.
206. Em 10 de Abril de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Lino Francisco de Sousa desposou Francisca Chavier da Trindade. Ele de São José e filho de Luiz Francisco de Soisa e Cipriana Maria, ela filha natural de Ignez Maria da Conceição. Foram testemunhas Manoel Eugenio Pequeno, casado, e Antonio Fernandes da Silva, casado.
207. Em 10 de Abril de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Manoel Gomes dos Santos desposou Anna Ferreira. Ele filho de José Thimóteo e Anna Caetana, ela filha de Jerônimo Coutinho e Cipriana Maria. Foram testemunhas João Álvares de Oliveira e Manoel Eugenio Pequeno 
208. Em 16 de Março de 1831, na Matriz de Santana do Matos, João Francisco da Costa desposou Anna Custódia do Amor Divino. Ele filho de Leonardo Rodrigues da Costa e Luiza Maria da Conceição, ela viúva de João Baptista dos Santos e filha de Francisco Antonio de Olanda e Custódia Maria da Conceição. Foram testemunhas Francisco Ferreira da Rocha  e Francisco Antonio, ambos casados. Houve dispensa de afinidade ilícita. Sem bênçãos, pois a contraente era viúva. 
209. Em 21 de Maio de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Antonio Francisco dos Reis desposou Francisca Chavier. Ele filho de Balthasar dos Reis e Francisca do Rosário, falecida, ela filha de João Baptista da Costa e Maria Joaquina. Foram testemunhas Miguel Ferreira da Silva, casado, e Antonio Rodrigues Baracho, solteiro. 
210. Em 30 de Maio de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Luis de França Dias desposou Marcelina Maria do Espírito Santo. Ele de Pau dos Ferros, filho de Manoel Dias Pereira, falecido e Maria Theresa, ela natural de Pombal, filha de José Freire de Amorim e Maria Francisca do Espírito Santo, falecidos. Foram testemunhas Antonio Ribeiro da Silva, casado e Francisco Chavier de Oliveira, casado 
211. Em 3 de Agosto de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Francisco de Sales desposou Joana Baptista. Ele filho de José Mendes de Oliveira e Joana Maria de Sales, ela liberta de Dona Quitéria Maria de Jesus. Foram testemunhas João Martins de Macedo, casado e Matheos de Macedo Cabral, casado. 
212. Em 31 de Julho de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Clemente Barbosa de Moraes desposou Maria Joaquina da Cruz. Ele filho de Antonio Theodoro de Moraes e Januária Maria da Conceição, ela filha de Joaquim José Barbosa e Ignacia Maria da Conceição. Foram testemunhas Antonio Fernandes da Silva e João Carneiro da Cunha, casados. 
213. Em 10 de Agosto de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Pedro Vieira de Mello desposou Joaquina Barbosa da Silva. Ele de Extremoz, viúvo de Rosa Maria da Conceição, filho de José Vieira de Mello e Ignácia Maria da Conceição, falecida, ela filha de Joaquim José Barbosa e Ignácia Maria do Sacramento. Foram testemunhas Antonio da Silva de Carvalho, casado, e José Barbosa, solteiro.
214. Em 16 de Agosto de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Francisco Pereira Monteiro desposou Maria Clementina de Assis. Ele filho de José Pereira Monteiro e Jerônima Nunes da Cruz, falecida, ela filha de Francisco José de Lima e Elena Joaquina da Conceição, falecida. Foram testemunhas Thomas Vieira de Mello e José Joaquim da Costa, casados. 
215. Em 19 de Julho de 1831, no Sítio Morro, da Freguesia de Santana do Matos, Manoel Vicente Ferreira desposou Joanna Theodora da Conceição. Ele do Assu, filho de Anselmo Martins Pereira, falecido, e Sebastiana Bezerra do Espírito Santo, falecida, ela filha natural de Manoela Francisca da Conceição. Foram testemunhas o Capitão Jerônimo Cabral Pereira de Macedo, casado, e José Gomes da Silva, casado. 
216. Em 25 de Agosto de 1831, na Fazenda Joazeiro, da Freguesia de Santana do Matos, João da Rocha Virgulino desposou Francisca Delfina de Jesus. Ele de Goianinha, filho de José da Rocha Freire, falecido, e Anna Maria da Conceição, ela  viúva de Manoel Carneiro, filha de José Francisco Vieira e Joana Maria da Conceição. Foram testemunhas Jose Ferreira, casado e Jose Francisco Vieira, solteiro.
217. Em 11 de abril de 183, na Matriz de Santana do Matos, Alberto desposou Luisa. Os dois crioulos e escravos de Antonio Teixeira de Sousa. Foram testemunhas Fabrício Rodrigues  e João Ferreira, ambos casados 
218. Em 28 de Junho de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Luiz Gomes da Silva desposou Joanna Barbosa Mendes. Ele filho de José Soares da Silva, falecido, e Marianna de Oliveira, ela filha de Joaquin José Barbosa e Joanna Maria do Sacramento. Foram testemunhas Francisco Antonio da Costa e Antonio Fernandes da Silva, casados. Houve dispensa de consanguinidade de 2º e 3º graus de consanguinidade. 
219. Em 8 de Janeiro de 1831, na Capela de São José de Angicos, filial da Matriz de Santana do Matos, o Reverendo Salvador Maria  e Soisa casou
Raimundo Tavares e Anna Ferreira Pires. Ele filho de Catharina Maria, ela filha de Luiz Pires e Anna Maria, ambos falecidos. Foram testemunhas o Capitão Vicente Ferreira Barbosa e Gonçalo José Barbosa. 
220. Em 31 de Outubro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Francisco Lopes Viégas e Azevedo desposou Manoela Maria da Conceição. Ele filho de Antonio Lopes Viégas e Francisca Pereira de Sousa, ela filha de Manoel Antonio de Oliveira, falecido e Marianna Francisca Duarte. Foram testemunhas Francisco Lopes Viégas e Alexandre Lopes Viégas e Azevedo, casados. Houve dispensa de 2º grau de consangüinidade. 
Observação. Segundos as informações, que já coletamos, Marianna Francisca Duarte era irmã de Antonio Lopes Viégas, ambos filhos dos fundadores de Angicos, Antonio Lopes Viégas e Anna Barbosa da Conceição.
221. Em 31 de Outubro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Narciso desposou Anna. Ele crioulo e ela parda, ambos escravos de Damásia Lopes Viégas. Foram testemunhas Francisco Lopes Viégas e Alexandre Lopes Viégas e Azevedo, casados. 
Observação. Damásia era filha de Antonio Lopes Viégas e Anna Barbosa da Conceição. Morreu aos 70 anos, solteira. 
222. Em 1 de Novembro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, João de Miranda da Costa desposou Francisca Maria da  Conceição. Ele filho de João de Miranda e Geralda Maria Correa, falecida, ela filha de João Baptista da Silva, falecido e Isabel Maria da Conceição. Foram testemunhas Gonçalo José de Mello e José Joaquim da Costa.
223. Em 7 de Novembro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Felis José Guerra desposou Marcelina Maria da Conceição. Ele liberto de Maria Thereza, ela filha natural de Anna Francisca. Foram testemunhas José Cesáreo da Silva, casado, e João Mauricio Baracho, solteiro
224. Em 8 de Novembro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Joaquim José da Cunha desposou Senhorinha Geralda da Purificação. Ele filho de José Rodrigues Baracho e Francisca Gertrudes, ela filha de João Baptista da Cunha e Francisca Barreira, falecida. Foram testemunhas João Baptista da Silva e Miguel Ferreira da Silva, ambos casados. Houve dispensa de parentesco de sanguinidade.
225. Em 2 de Outubro de 1831, na Fazenda Cuó, desta Matriz de Santana do Matos, José Carlos do O' desposou Francisca Pereira de Jesus. Ele filho natural de Anna Maria, falecida, ela filha natural de Marcelina Pereira de Jesus. Foram testemunhas João Baptista da Costa, casado, e José Felis, casado, e da Freguesia do Assu.
226. Em 22 de Junho de 1831, na Capela de Nossa Senhora do Livramento de Bananeiras, filial da Matriz de Brejo de Area, João Francisco dos Santos desposou Theresa Maria de Jesus. Ele natural da Freguesia da Serra de Coité, filho de Francisco Domingos e de Victoria Ribeira, ela natural da Freguesia de Brejo de Areia e moradora nesta de Santana do Matos, filha de Crispim Barbosa e de Joanna Serrão. Foram testemunhas José Francisco da Costa e Alexandre de Araujo.
227. Em 5 de Outubro de 1831, no Sítio Logradouro, desta Matriz de Santana do Matos, Francisco José Dantas Barcellar desposou Florinda Ferreira Souto. Ele filho legitimo de Francisco José Dantas Barcellar, já falecido, e de Quitéria Francisca Moreira, ela filha do Capitão Francisco Ferreira Souto e de Maria Francisca Dantas. Foram testemunhas o alferes João Pegado de Siqueira Cortez, da freguesia do Assu, e Manoel Varella Barca, desta freguesia. Houve dispensa de segundo grau de sanguinidade
228. Em 24 de Novembro de 1831, nesta Matriz de Santana do Matos, João Bento da Cruz desposou Cândida Leopoldina. Ele natural e morador na Freguesia do Seridó, e filho natural de Joana Maria da Conceição, ela natural e moradora nesta Freguesia, liberta de Antonia Pereira. Foram testemunhas José Cesário da Silva, casado, e Manoel da Cunha Silva, solteiro.
229. Em 26 de Novembro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, Manoel Velloso Paz desposou Joana da Rocha Bezerra. Ele filho de Antonio Francisco Barbosa, ela filha de Manoel Barbosa Bezerra. Foram testemunhas Manoel de Barros da Silva, casado, e João Baptista da Fonseca, casado. Observações: não citaram os nomes das mães dos nubentes.
230. Em 26 de Novembro de 1831, na Matriz de Santana do Matos, o Reverendo Luis Teixeira da Fonseca casou Antonio Januario de Sena e Anna Maria dos Santos. Ele de Santana do Matos e filho de Bernardino de Sena, falecido, ela do Seridó, filha de Maria Rosa do Sacramento. Foram testemunhas José Leocádio Xavier, solteiro, e Domingos Tavares da Silva.
231. Em 7 de Janeiro de 1832, na Matriz de Santana do Matos, Alexandre Rodrigues da Silva desposou Anna Rosa da Costa. Ele filho de Mathias de Barros e Silva, já falecido, e de Isabel Rodrigues , já falecida, ela filha legitima de Francisco Pereira Campos, e de Isabel Maria da Conceição. Foram testemunhas João Manoel da Costa e Antonio Francisco Bezerra da Costa. Houve dispensa de terceiro grau de consanguinidade.
Observação. Antonio Francisco Bezerra da Costa era meu tetravô, filho de Antonio Barbosa da Costa e Claudiana Francisca Bezerra. João Manoel da Costa era meu tio tetravô, irmão do meu tetravô Vicente Ferreira da Costa e Mello do O', ambos filhos de João Manoel da Costa e Angélica Maria da Conceição. O primeiro casamento de Antonio Francisco Bezerra da Costa foi com Agostinha Monteiro de Sousa, irmã de João Manoel e Vicente Ferreira, acima.
232. Em 23 de Janeiro de 1832, na Matriz de Santana do Matos, o Padre Luiz Teixeira da Fonseca casou Vicente Ferreira de Lima e Anna Ritta da Luz. Ele natural da Freguesia de São João Baptista do Assu, filho de Antonio Rodrigues, viúvo, ela natural do Assu, filha de Lino da Costa Barbalho, viúvo. Foram testemunhas Antonio Fernandes da Silva, casado, e Francisco Xavier de Sousa. Houve dispensa de segundo grau de sanguinidade.
233. Em 26 de Fevereiro de 1832, na Matriz de Santana do Matos, Lopo Joaquim de Sousa desposou Maria Quitéria da Conceição. Ele filho natural de Maria da Cunha. Ela filha legitima de José Antonio de Figueredo e de Quitéria Maria da Conceição. Foram testemunhas Alexandre Pereira Campos e Clemente Barbosa de Moraes, casados.
234. Em 3 de Março de 1832, na Matriz de Santana do Matos, João Ferreira da Silva desposou Gonçala Maria do Rosário. Ele escravo do Capitão Alexandre Lopes Viégas, e filho de João Ferreira da Silva, já defunto, ela liberta do dito Capitão e filha natural de Theresa Maria do Rosário. Foram testemunhas, Antonio José dos Santos Leal, casado, e João Avelino Lopes Viégas Junior, solteiro.
235. Em 5 de Março de 1832, na Matriz de Santana do Matos, Pedro José Ferreira desposou Theresa da Trindade Nobre. Ele filho legitimo de João Fernandes Galvão, já falecido, e de Anna Joaquina de Góis, ela filha legitima de Pedro de Barros Dantas, já falecido, e de Theresa da Trindade Nobre. Foram testemunhas João Carneiro da Cunha, casado, e Antonio da Silva de Carvalho, casado.
236. Em 30 de Abril de 1832, na Matriz de Santana do Matos, João Francisco dos Santos desposou Anna Maria da Conceição. Ele fiho de Manoel Pereira dos Santos, e de Maria Joanna da Conceição, ela filha legitima de Antonio Gomes e de Joanna Maria da Conceição, já falecidos. Foram testemunhas Alexandre Pereira Campos e Gonçalo José Barbosa, casados.
237. Em 30 de Abril de 1832, na Matriz de Santana do Matos, João da Silva Bastos desposou  Florinda Barbosa da Mota. Ele filho legitimo de Mathias de Bastos Silva e de Isabel de tal, já falecidos, ela filha legitima de Manoel Thomas da Trindade e de Floriana Barbosa. Foram testemunha Ignácio Pereira de Abreu e Gonçalo José Barbosa.
238. Em 30 de Abril de 1832, na Matriz de Santa Anna do Matos, José Ferreira da Fonseca desposou Isabel Maria da Anunciação. Ele filho legitimo de Jerônimo Ferreira, e de Cipriana Maria da Conceição, ela filha legitima de Antonio Manoel, e de Maria Rosa. Foram testemunhas João da Rocha Virgulino, casado, e Francisco Fernandes da Silva, solteiro. Vigário João Theotonio de Sousa e Silva
239. Em onze de Setembro de 1831, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, filial da Matriz de Santa Anna do Matos, o Reverendo José Berardo de Carvalho ajuntou José Gomes dos Santos e Joana da Baptista da Conceição. Ele filho legitimo de Aleixo José dos Santos, e Joanna Baptista da Conceição, ela filha legitima de Pedro Carrilho Ferreira, e de Joana da Silva da Conceição. Foram testemunhas Eduardo Pereira do Valle, José Vicente do Carmo, casados. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
240. Em 27 de Maio de 1832, na Matriz de Santa Ana do Matos, Ricardo José da Trindade desposou Josefa Joaquina de Santa Anna. Ele filho legitimo de Antonio Soares da Silva, e de Anna Maria da Silva, já falecida. Ela filha legitima de José Soares, já falecido, e de Marianna de Barros de Oliveira. Foram testemunhas Manoel Tavares da Silva, e Vicente Ferreira da Silva, casados. Houve dispensa de impedimento de sanguinidade. O vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
241. Em 5 de Maio de 1832, no Sítio Serra Branca, da Freguesia de Santa Ana do Matos, Manoel Tavares da Silva desposou Rosa Maria de Sousa. Ele filho legitimo de Manoel Ferreira, e de Joanna Maria da Conceição, ela filha legitima de Joaquim Felis de Lima, e de Maria José de Jesus. Foram testemunhas o Tenente João Martins de Macedo, e o alferes Mathias de Macedo Cabral, casados. O vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
242. Em vinte e dois de Junho de 1831, no Sítio Rincão, da Freguesia de Santa Anna do Matos, Manoel de Barros de Azevedo desposou Maria Joaquina da Conceição. Ele filho legitimo de Faustino José de Azevedo, e de Maria Clara da Conceição, já falecida, ela filha legitima de Lourenço de Freitas, já falecido, e de Joanna Maria da Conceição. Foram testemunhas João Carneiro da Cunha, e João Martins de Macedo, casados. Houve dispensa de 2° grau de consanguinidade. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
243. Em doze de Junho de 1832, na Matriz, Felis Antonio desposou Maria Rita da Conceição. Ele filho legitimo de Antonio Francisco de Araújo e de Maria Josefa, ela filha legitima de José Freire Machado e Francisca Chavier de Sousa. Foram testemunhas Antonio Barbalho Bezerra, casado, e Alexandre José de Sousa, solteiro.
244. Em treze de Junho de 1832, na Matriz, Vicente desposou Sabina, ambos pardos e escravos de Antonio Barbalho Bezerra. Foram testemunhas Alexandre José de Sousa e Manoel da Silveira Borges, solteiros.
245. Em trinta de Junho de 1832, na Fazenda Carapebas, o Padre Luis Teixeira da Fonseca ajuntou Agostinho Barbosa da Silva e Sabina Martins dos Santos. Ele filho legitimo de Balthasar da Rocha da Silveira (Bezerra), e de Josefa
Maria da Silva, ela filha legitima de João Manoel da Costa (e Melo), e de Anna Martins dos Santos, já falecida. Foram testemunhas Antonio Francisco da Costa, casado e o alferes Antonio Barbalho Bezerra casado.
246. Em vinte e oito de Setembro de 1832, na Matriz de Santana do Matos, Francisco José desposou Maria Thereza. Ele natural de Extremoz e ela de Coité. Ele filho natural de Luiza Gomes, ela filha legitima de José Gonçalves Lima e de Ignácia
Maria do Nascimento. Foram testemunhas Ignácio Pereira de Abreu e José Joaquim da Costa, casados.
247. Em doze de Novembro de 1832, na Fazenda Santa Luzia, da Freguesia de Santa Ana do Matos, Faustino Pereira desposou Luiza Ribeira de Jesus. Ele desta Freguesia e filho natural de Francisca Barbosa, ela de Coité e filha legitima de José Gonçalves de Lima, e de Ignácia Maria do Nascimento. Foram testemunhas Antonio Francisco de Abreu, casado, e Vicente Pereira Campos.
248. Em vinte de Janeiro de 1833, na Matriz de Santana do Matos, José Thenório desposou Januária Maria da Conceição, ambos naturais de Extremoz. Ele filho legitimo de Domingos Ferreira e de Anna Antonia, ela filha legítima de José Ignácio Borges e de Ignácia Maria da Conceição. Foram testemunhas Vicente Ferreira da Cruz e José Joaquim Barbosa, casados.
249. Em trinta de Janeiro de 1833, na Matriz, João Rodrigues de Oliveira desposou Anna Joaquina . Ele filho legitimo de Francisco Rodrigues e de Maria Rolinda, ela filha natural de Joaquina Maria da Conceição. Foram testemunhas Joaquim José da Cunha e Alexandre Rodrigues da Cunha Baracho.
250. Em vinte e oito de Janeiro de 1833, no Sítio Serra Branca, da Freguesia de Sana Anna do Matos, Luiz Carneiro desposou Maria Tecla. Ele filho legitimo de Diogo Carneiro, e de Joana Maria, já falecida, ela filha legitima de Cosme Ribeiro de Avellar, e de Rita Maria da Silva. Foram testemunhas o Tenente João Martins de Macedo, e Thomas de Aquino e Oliveira, casados. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
251. Em 8 de Fevereiro de 1833, no Sítio Casaca, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, Vicente Elias da Silva desposou Anna Baptista de Jesus. Ele filho legitimo de Vicente Elias da Cunha, já falecido, e de Vicência Maria da Conceição. Nada sobre os pais da noiva. Foram testemunhas Alexandre Pereira Campos, casado, e José da Cunha Freire, solteiro.
252. Em vinte e seis de Maio de 1823, na Matriz de Santa Anna do Matos, João Teixeira Pinto desposou Maria Francisca, ele filho legitimo de Manoel Teixeira Pinto, e Anna Dias Moreira. Ela filha legitima de Antonio Tavares da Silva, e de Anna Quitéria, já falecida. Foram testemunhas Francisco Cabral de Oliveira Jurema, e Antonio Pinto de Mendonça, casados.
253. Em 14 de Abril de 1833, na Matriz de Santa Anna do Matos, Miguel Álvares Teixeira desposou Manoela Maria da Conceição. Ele filho legitimo de Jerônimo Francisco de Goes e Ignácia Francisca Souto, ela de Pombal, filha legitima de Manoel Gonçalves de Mello, e de Francisca Pereira Vianna. Foram testemunhas João Carneiro da Cunha e Antonio Fernandes da Silva.
254. Em 5 de Junho de 1833, na Fazenda Pedra, da Freguesia de Santa Anna do Matos, Vicente Ferreira da Cruz desposou Anna Caetana da Fonseca. Ele filho legitimo de José Antonio de Sousa, e de Francisca Chavier da Soledade, ela filha legitima de João Álvares de Oliveira, e de Anna Francisca da Conceição. Foram testemunhas o Capitão João Baptista da Silva Ferreira, e Manoel Tavares de Oliveira, casados. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva..
255. Em sete de Junho de 1833, na Matriz de Santa Anna do Matos, Manoel Teixeira Pinto Junior desposou Maria José da Conceição. Ele filho legitimo de Manoel Teixeira Pinto e de Ana Dias Moreira, ela filha legitima de Antonio de Campos e de Maria do Carmo, já falecidos. Foram testemunhas o Ajudante Francisco Dantas Cavalcante Junior, solteiro, e Thomaz de Aquino e Oliveira, casado. Houve dispensa do impedimento de sanguinidade. O vigário João Theotonio de Sousa e Silva
256. Em dezoito de Maio de 1833, na Matriz de Santa Anna do Matos, Manoel Teixeira Pinto desposou Maria dos Santos. Ele natural da Freguesia de Nossa Senhora do Desterro, filho legitimo de Francisco Cabral de Oliveira, e de Anna Cardosa do Desterro, ela filha legítima de Manoel Antonio de Menezes, e de Joana Maria do Desterro. Foram testemunhas João Martins de Macedo, e o Alferes Mathias de Macedo Cabral, casados. Houve dispensa do impedimento de sanguinidade. O Vigário João Theotonio de Sousa..
257. Em quatro de Junho de 1833, na Matriz de Santa Anna do Matos, Francisco Barbosa de Sousa desposou Maria Joaquina da Silva. Ele filho legitimo de Manoel Barbosa Bezerra, e de Francisca Cabral de Santa Anna, ela filha legitima de José Tavares da Silva, e de Francisca Chavier da Silva. Foram testemunhas o Capitão João Baptista da Silva Ferreira, e Antonio Fernandes da Silva, casados. Houve dispensa de impedimento de sanguinidade. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
258. Em 15 de Julho de 1833, na Matriz de Santa Anna do Mattos, Luiz José Ferreira desposou Geralda Maria da Conceição. Ele da Freguesia de Mamanguape, filho legitimo de Francisco Ferreira, e de Theresa Maria da Conceição, já falecidos, ela filha legitima de Salvador Maria da Trindade, e de Maria da Conceição. Foram testemunhas o Capitão João Baptista da Silva Ferreira, e Domingos Tavares da Silva, casados. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva. João Baptista Ferreira, Domingos Tavares da Silva.
259. Em 8 de Setembro de 1833, na Matriz de Santa Anna do Mattos, José Barboza desposou Raimunda Bertholeza. Ele filho legitimo de Manoel Barboza, e de Francisca Cabral de Santa Anna, ela filha legitima de Pedro Rodrigues da Silveira, e de Maria Francisca do Rosário. Foram testemunhas Antonio da Silva Carvalho, e Manoel Eugenio Pequeno. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva, Antonio da Silva de Carvalho, Manoel Eugenio Pequeno. Assinaturas.
260. Em cinco de Agosto de 1833, no Sítio Madeiro, da Freguesia de Santa Anna do Matos, Antonio de Farias Leite desposou Maria Francisca da Conceição. Ele filho de Christovão de Farias Leite, e de Damianna Maria, ela filha legitima de Francisco da Rocha, e de Marianna da Assumpção. Foram testemunhas Miguel de Araújo, casado, e Francisco da Rocha, viúvo. Houve dispensa do impedimento de primeiro grau de afinidade ilícita. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva. Miguel de Araújo, Francisco da Rocha. Assinaturas.
261. Em dezesseis de Agosto de 1833, no Sitio Barreiras, da Freguesia de Santa Anna do Mattos, Ismael Pereira desposou Maria Gomes da Silva. Ele filho de João Manoel Pereira, e de Maria Pereira da Conceição, ela filha natural de Maria Quitéria da Conceição, já falecida. Foram testemunhas José Francisco dos Santos e José Antonio Pereira, casados. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva. José Francisco dos Santos e José Antonio Pereira. Assinaturas.
262. Em doze de Março de 1831, na Fazenda Adquê, da Freguesia de Santa Anna do Matos, Francisco Gomes dos Santos desposou Maria Joaquina de Santa Anna, ambos do Seridó. Ele filho legitimo de Manoel Gomes dos Santos, já falecido, e de Francisca Vieira, ela filha legitima de Roque Pereira Campos, e de Theodora Maria, falecida. Foram testemunhas João Álvares de Araújo, e João Gomes de Araújo. casados. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva. João Álvares de Araújo e João Gomes de Araujo assinaram.
263. Aos vinte e um de Novembro de 1833, no Sítio Picada, da Freguesia de Santa Anna do Matos, José de Araujo da Cunha desposou Antonia da Trindade Nobre. Ele filho legitimo do Tenente Alexandre da Cunha Calheiros, e de Ignês Neta Pereira, ela filha legitima de Pedro de Barros Dantas, e de Thereza da Trindade Nobre. Foram testemunhas Manoel Varella Barca e Antonio Caetano Monteiro, casados. Houve dispensa de impedimento de terceiro grau de sanguinidade.O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
264. Em 25 de Maio de 1831, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, filial desta Matriz, o Reverendo José Berardo de Carvalho ajuntou em Matrimonio Felippe Guedes de Moura e Urbana Antonia de Mello. Ele filho legitimo de Rodrigo Guedes de Moura, e Luiza Maria de Jesus. Ela filha natural de Manoel José  de melo e de Luiza Francisca da Conceição. Foram testemunhas Antonio Ferreira de Brito e Joaquim Álvares da Costa, casados. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
265. Em vinte e dois de Junho de 1831, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, filial a esta Matriz, Ignácio José de Brito desposou Luiza Francisca da Penha. Ele filho natural de Maria José da Conceição, ela filha legitima de João Manoel Pereira e de Maria Pereira. Foram testemunhas José Vicente do Carmo, casado, e Manoel José de Melo, solteiro. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
266. Em quatro de Janeiro de 1833, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, filial a este Matriz, o Reverendo José Berardo de Carvalho ajuntou em matrimonio Antonio Álvares da Costa e Manoela Francisca de Jesus. Ele filho natural de Joaquim Álvares da Costa, e de Francisca de Borja, ela filha legítima de Manoel do Terço, e Bazilia Gonçalves. Foram testemunhas José Vicente do Carmo, e Venâncio José Rodrigues, casados. Houve dispensa de segundo grau de afinidade ilícita. O vigário João Theotonio de Sousa e Silva
267. Em dois de Maio de 1833, na Fazenda Carapebas, da Matriz de Santa Anna do Matos, o Reverendo Francisco Antonio de Sousa e Silva ajuntou em matrimônio João Ignácio Pereira Pinto e Francisca Chavier da Costa. Ele filho legitimo de João Pereira Pinto, e de Michaela Archangela Lopes (Viégas), ela filha legitima do Capitão Vicente Ferreira Barbosa, e de Francisca Chavier da Costa, já falecida. Foram testemunhas Francisco de Borja Soares Rapôso da Câmara, e Alexandre Lopes Viégas e Azevedo, casados. Houve dispensa de impedimento de terceiro grau de sanguinidade. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
268. Em oito de Janeiro de 1833, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, filial desta Matriz, o Reverendo José Berardo de Carvalho ajuntou em matrimônio José Vicente Ferreira e Anna Prudência de Sousa. Ele natural da Freguesia de Nossa Senhora do O', filho legitimo de Vicente Ferreira Raimundo, e de Ângela Maria de Jesus, ela filha legitima de Felippe Gomes S. Tiago, e de Josefa Maria da Conceição. Foram testemunhas José Vicente do Carmo, e Francisco José Soares, casados. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
269. Em nove de Janeiro de 1833, na Capela de Nossa Senhora da Conceição de Guamaré, filial a Matriz de Santana do Matos, o Reverendo José Berardo de Carvalho ajuntou em matrimônio Serino Gomes e Antonia Maria. Ele filho legitimo de Pedro Gomes da Silva, já falecido, e de Anna Martins de Miranda, ela filha legíitima de Manoel de Sousa Pereira, e de Francisca Maria de Moraes. Foram testemunhas José Vicente do Carmo, e Francisco José Soares, casados. Houve dispensa do impedimento de segundo grau de afinidade ilícita. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
270. Em onze de Outubro de 1831, no Sitio Penedo, da Freguesia de Santa Anna do Matos, Antonio Lopes Viégas e Azevedo desposou Damasia Francisca Pereira. Ele filho legitimo de Francisco Lopes Viégas, já falecido, e de Anna Joaquina de Azevedo, ela filha legitima de João Pereira Pinto, e de Michaela Archangela. Foram testemunhas Francisco de Borja Soares Raposo da Câmara, e Francisco Antonio Teixeira, casados. Houve dispensa do impedimento de segundo, e terceiro graus de sanguinidade. O Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
271. Em vinte e sete de Novembro de 1832, no Sítio de Santa Cruz, Luiz Francisco de Sousa e Azevedo desposou Joanna Moreira da Costa. Ele filho legitimo de Francisco de Sales, já falecido, e de Joanna Joaquina, ela filha legitima de João Moreira da Costa, e de Francisca Manoela. Houve dispensa do impedimento de segundo e terceiro graus de consanguinidade. Foram testemunhas Alexandre Lopes Viégas, e Azevedo, e José Honório, casados, o Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
272. Em vinte e oito de Novembro de 1832, na Fazenda Carapebas, da Freguesia de Santa Anna do Matos, João Martins Pedroso da Costa desposou Izabel Francisca Bezerra. Ele filho legitimo de João Manoel da Costa, e de Anna Martins dos Santos, já falecida, ela filha legitima de Balthasar da Rocha Silveira, e de Josefa Maria da Silva. Foram testemunhas o Alferes Antonio Francisco Bezerra, e Vicente Ferreira da Costa e Mello, casados. Vigário João Theotonio de Sousa e Silva.
Observação. João Martins casou com a irmã de sua madrasta, pois Izabel era irmão de Josefa Cândida da Rocha Bezerra, terceira esposa de João Manoel da Costa.

2 comentários:

  1. Parabéns! Eis um louvável trabalho de pesquisa, divulgado sem restrições, tudo em decorrência do altruísmo do autor. Cordialmente, Arnóbio Viana. (arnobioviana@hotmail.com).

    ResponderExcluir
  2. Olá boa noite é muito interessante o que o autor dessa pesquisa teve essa grande idéia Parabéns , mas quem criou essa poderia me ajudar a e encontrar alguma raíz genealógica do meu por parte da mãe o nome dele era Francisco Morais da Silva atenciosamente agradeço a atenção daquele que puder me ajudar att. Osmar. O meu face é osmar mazinho

    ResponderExcluir

Seu comentário ajudará na correção dos artigos e fotos, bem como na construção de novas informações.